A imagem de ambos é muito parecida, eu sei. O que muda é o método de confecção, sobretudo a quantidade de gordura que usamos em casa um deles.
(É claro que a quantidade de azeite – a gordura que usámos – varia de pessoa para pessoa e podemos até usar maior quantidade para “regar” um cozido do que para preparar o salteado. Deixo-vos informação do que é mais comum.)

—— Legumes cozidos ——

– 100g couve flor
– 100g cenoura
– 100g couves de bruxelas
– 1 colher de sopa de azeite

Cozi os legumes, escorri e servi e temperados com o azeite.

Composição nutricional (100g):

 1,73g proteína

 3,83g gordura

 3,13g hidratos carbono

 53,91 kcal

—— Legumes salteados ——

– 100g couve flor
– 100g cenoura
– 100g couves de bruxelas
– 1 dente de alho
– 3 colheres de sopa de azeite

Cozi os legumes e escorri-os bem.
Num tacho coloquei o azeite e o alho picado, adicionei os legumes e deixei cozinhar breves minutos em lume brando.

Composição nutricional (100g):

 1,70g proteína

 12,97g gordura

 3,12g hidratos de carbono

 136,01 kcal

Conclusão:

– Se queremos ter um plano hipocalórico (com o objectivo de emagrecer), devemos quantificar a quantidade de azeite que usamos nos legumes;
– Habitualmente a medida de 1 colher de sobremesa (ou até de sopa), no prato, será uma boa referência no geral;
– Não esqueçamos que 1g de gordura tem 9Kcal (mais do dobro de 1g de hidratos de carbono ou de proteína, que têm 4Kcal);
– Já agora, vale a pena lembrar que conseguimos a totalidade das propriedades benéficas do azeite se o consumirmos sem o cozinhar.

Ana Bravo
Author

Nutricionista: amante do tipo de cozinha que procura aliar saúde aos melhores sabores; Mulher: apaixonada pela verdadeira beleza das coisas mais simples; Objectivo: ser feliz na medida do possível, gostar de mim todos os dias e ajudar quem me segue, nesse mesmo caminho.

Write A Comment