Author

Ana Bravo

Browsing

Meus amorzinhos, vamos lá a mais uma receita boa, colorida e cheia de nutrientes a que a minha Kiki quis chamar o que verão de seguida. Eu chamaria queque ou muffin, mas quem manda na Cozinha com Coração é mesmo a Kiki!

Ingredientes (1 pessoa):
– 2 claras de ovo
– 1 colher de sobremesa de azeite
– 1 colher de chá (rasa) de curcuma
– 1 colher de chá de tomilho
– 1 colher de sopa de amido de milho
– 1/3 chávena farinha de aveia
– 1 colher de chá de fermento
– 3/4 chávena legumes picados (usei cenoura, couve de bruxelas e azeitona preta)

Programei o forno a 180 graus.
Bati ligeiramente as claras com a curcuma, o tomilho e o azeite. Adicionei o amido de milho, a farinha, o fermento e envolvi os legumes.
Transferi a massa para um ramequim untado (ou pode usar uma forma de silicone).
Levei ao forno cerca de 35 minutos (basta fazer o teste do palito).
Pode servir morno ou frio.

O que acham: pão proteinado, muffin, queque ou dão outro nome?

Bom dia, sorrisos lindos!

Desperto-vos com os melhores alimentos para uma pele saudável e luminosa.

A alimentação equilibrada traduz-se, quase sempre, numa pele bonita, luminosa e saudável. No Canal Nutrição com Coração do Jornal de Notícias falamos sobre este tema.

#1 Cuidar da pele é uma preocupação crescente e tudo começa na escolha dos alimentos

#2 Uma alimentação saudável e equilibrada ajuda a manter a pele luminosa e bonita

#3 Sem surpresas, o grande segredo é a hidratação: água, chás e tisanas ajudam a manter a pele saudável

#4 Os frutos vermelhos são ricos em antioxidantes (beta-caronetos e resveratrol) que protegem a pele

#5 O importante é variar ao máximo dentro do grupo das frutas e dos hortícolas

#6 O ómega 3 presente nos frutos oleaginosos e nos peixes gordos têm um grande poder anti-inflamatório

#7 Os cereais e derivados beneficiam a saúde do intestino, o que também se reflete na pele

#8 A proteína (vegetal ou animal) é a base da constituição da pele e, por isso, é fundamental

#9 O aspeto da nossa pele reflete, muitas vezes, o estado do nosso organismo

#10 Tenha em conta estes grupos alimentares para ter uma pele saudável, flexível e cheia de luz

Sugiro que vejam o vídeo completo no Canal – deixo o link:

https://www.jn.pt/artes/especial/videos/os-melhores-alimentos-para-uma-pele-saudavel-e-luminosa-14276673.html

 A minha Kiki partilhou connosco o seu jantar feliz. Um prato vegan e cheio de cor, com equilíbrio, sabor e alegria!

Vamos conhecer o
Arco-íris da Kiki

Ingredientes:
– 1 colher sobremesa de azeite
– qb ervas secas a gosto
– qb paprika
– 1 dente de alho
– 1 cenoura pequena
– 1 colher de sopa de pimento verde picado
– 2 colheres de sopa de cebola roxa picada
– 3 colheres de sopa de tomate em pedaços
– 1/2 chávena ervilhas demolhadas
– 3 chávenas caldo de legumes
– 1 chávena de couve de Bruxelas cozidas
– qb arroz

Num tacho levou ao lume o azeite com o alho cortado em lâminas, salsa seca, paprika, tomate, cebola roxa, pimento verde e cenoura.
Deixou cozinhar alguns minutos até a cebola ficar translúcida e adicionou as lentilhas demolhadas e escorridas.
Juntou o caldo de legumes e deixou cozinhar em lume brando, até as lentilhas estarem a gosto.
Serviu de imediato, com arroz e couves de Bruxelas cozidas.

Com o início do ano vêm as novas resoluções, muitas delas associadas à qualidade de vida. No que respeita à alimentação, muitas pessoas procuram receitas com menos calorias para recuperar dos excessos das festas. Para começar o ano deixo a sugestão de 5 receitas que servirão como inspiração de refeições e snacks de baixo valor calórico, saudáveis e saciantes.

Palitos de grão e azeitona (8 a 12 unidades)
250g grão-de-bico cozido
2 colheres de sopa de linhaça triturada
3 colheres de sopa de azeitonas pretas picadas
1 colher de sobremesa de salsa seca
1 colher de café de noz moscada
1/2 colher de café de curcuma
q.b. sementes de sésamo (opcional)

Programei o forno a 180 graus.
Processei o grão-de-bico até obter uma pasta, então transferi para uma taça e envolvi os restantes ingredientes.
Formei palitos que distribuí num tabuleiro forrado com papel vegetal. Polvilhei com sementes de sésamo (opcional).
Levei ao forno cerca de 20 minutos (ou até estarem cozinhados).

Nesta receita a principal fonte de hidratos de carbono é também a de proteína vegetal: o grão-de-bico.

Bolachas de arandos (8 a 10 unidades)
2 colheres de sopa de arandos secos
1 clara de ovo (ou 1 colher de sopa de aquafaba)
1 colher de sopa de adoçante em pó
6 colheres de sopa de farelo de aveia
1 colher de sopa de linhaça triturada
1 colher de sopa de” iogurte” de soja ou natural magro
1 colher de chá de fermento

Programei o forno a 180 graus.
Piquei os arandos, coloquei-os numa taça e misturei os restantes ingredientes (se a massa ficar muito húmida adicione um pouco mais de farelo).
Formei bolinhas com as mãos, que distribuí num tabuleiro forrado com papel vegetal. Com um garfo pressionei as bolinhas de modo a ficarem espalmadas, com formato arredondado.
Levei ao forno cerca de 20 minutos (ou até estarem cozidas).

Estas bolachas têm os hidratos de carbono sobretudo vindos dos arandos, proteína na clara de ovo e no iogurte e muita fibra. Têm ainda gorduras benéficas. São muito saciantes.

Smoothie (1 copo)
1/2 chávena morangos congelados
1/3 chávena framboesas
1/2 chávena abacaxi em cubos
1 colher de sopa de linhaça triturada
1/2 chávena “iogurte” de soja ou natural magro
q.b. hortelã (opcional)
Spirulina e curcuma – opcional

Processei todos os ingredientes e servi de imediato.

Pode usar a fruta que tiver em casa. O iogurte dá proteína, se usar a versão vegetal pode acrescentar proteína vegetal como de arroz ou de cânhamo. Nesta mistura terá proteína e fibra, uma mistura muito saciante.

Pizza com base de couve flor – low carb
1 couve flor
1 clara de ovo (ou 1 colher de sopa de aquafaba)
q.b. ervas a gosto
2 colheres de sopa de queijo magro ralado
2 colheres de sopa de ricota

Programei o forno a 190 graus
Lavei a couve flor, cortei-a em pedaços e processei-a até obter uma massa homogénea que tansferi para um pano de cozinha limpo e apertando-o bem, retirei o excesso de líquido.
Numa taça misturei a couve flor com a clara, o queijo e as ervas.
Coloquei esta massa num tabuleiro forrado com papel vegetal, espalhando de modo a obter uma superfície lisa com espessura uniforme.
Levei ao forno cerca de 10 minutos (ou até estar cozinhada).

Nesta altura pode usar um topping a gosto e de acordo com o que tem no frigorífico (usei uma mistura de kale, pimento amarelo, tomate cherry, cebola roxa e cogumelos). Convém ter uma fonte proteica no topping, mesmo tendo-a já na base, através do queijo e da clara de ovo.

“Arroz” de brócolos com almôndegas de soja – low carb
1 brócolos ralado
2 dentes de alho picado
1 cebola picada
2 colheres de sopa de azeite
1 chávena de soja em granulada
1 colher de chá de curcuma
1 colher de chá de noz moscada
q.b. ervas a gosto
q.b. sumo de limão
q.b. molho de tomate (preparei com tomate, cebola e manjericão)

Para preparar as almôndegas comecei por colocar a soja numa taça com água a ferver. Escorri muito bem e espremi com as mãos de forma a retirar o excesso de água.
Num tacho coloquei uma colher de sopa de azeite, 1 dente de alho picado, meia cebola picada, a curcuma e a noz moscada. Levei ao lume e logo que a cebola ficou translúcida, envolvi a soja. Deixei cozinhar uns minutos, envolvi algumas gotas de sumo de limão e desliguei.
Depois de arrefecer misturei salsa picada e duas colheres de sopa de farinha de aveia. Formei as almôndegas, que cozinhei no molho de tomate.
Entretanto preparei o “arroz” levando ao lume num tacho o restante azeite, alho e cebola picados. Adicionei os brócolos, ervas frescas e deixei cozinhar até ficarem a gosto.

Pode encontrar todos os ingredientes em: https://elcorteingles.primel.ink/r/ZnAQZvWby/3961571/

Meus amores, deixo-vos mais uma sugestão daquelas que tenho a certeza vão adorar.

Ingredientes (6 a 8 unidades):
– 100g Bacalhau Riberalves
– 1 ovo
– 1 colher de sopa de cebola picada
– q.b. salsa 65g farinha
– 1/2 colher de chá de fermento
– q.b. noz moscada
– q.b. alho em pó
– 1 a 2 colheres de sopa de leite
– 1 colher de sopa de sementes de cânhamo

Descongelei o bacalhau, cozi-o a vapor, tirei a pele e as espinhas e lasquei-o.
Programei o forno a 180 graus.
Numa taça bati o ovo com os temperos secos, o leite, a farinha, o fermento, as sementes e, por fim, envolvi o bacalhau.
(A massa não deve ser muito amassada.)
Distribuí colheradas da massa num tabuleiro forrado com papel vegetal e levei ao forno até dourar.

Bora, experimentar?

Não um “tem que ser” mas um “vou fazer com amor”.

Falava acerca de cozinhar, hoje, em directo, na conversa Público Ímpar . A Bárbara Wong reuniu convidados ligados à saúde para falar sobre as resoluções de ano novo.

O que eu acho? Que é preciso mudar comportamentos, antes de querer conhecer com rigor os nutrientes. Não faz sentido sermos reféns de regras alimentares mas sim, em primeiro lugar, sentir o acto de comer como um acto de amor.

O link para a conversa está no online do Público e eu deixo-o aqui:

https://www.publico.pt/aovivo/detalhe/ano-novo-vida-nova-338