Category

Receitas

Category

Esta feijoada é uma delícia e muito rápida de preparar. Utilizei salicórnia para substituir o sal.

Feijoada de legumes (2 pessoas)

150g feijoca cozida

1 tomate picado

1/4 pimento vermelho em pedaços

100g espinafres

1 cenoura pequena

1/4 curgete em cubos

1 colher de sopa de azeite

1/2 cebola

1 dente de alho

1 folha de louro

2 colheres de chá salicórnia 100%

 

Num tacho levei ao lume o azeite com a cebola, o pimento, o louro e o alho.

Quando a cebola ficou translúcida juntei a curgete, a cenoura em pedaços e o tomate.

Adicionei um pouco de salicórnia, água e deixei cozinhar até a cenoura estar quase pronta. Nessa altura adicionei a feijoca e os espinafres. Cozinhou até os espinafres ficarem prontos.

Na hora de servir adicionei um pouco mais de salicórnia.

E sai uma Lasanha light de Bacalhau Riberalves !
Se podem preparar em casa?
Claro!
Querem a receita?
Aqui fica, sem mais demoras.
Ingredientes (2 pessoas):
– 200g bacalhau
– 1 curgete
– 1 colher de sopa de azeite
– 1 chávena legumes cozidos a gosto (usei brócolos e cenoura)
– 1 folha de louro
– 1 dente alho picado
q.b. noz moscada
1/2 cebola picada
– q.b. salsa picada
– 1 fatia de queijo magro ralado
– 1,5 colher de sopa de farinha de arroz
– 180ml bebida de soja (ou leite)
Descongela-se o bacalhau, tira-se a pele e as espinhas e lasca-se.
Programa-se o forno a 190 graus.
Lava-se a curgete e corta-se em fatias no sentido longitudinal, com uma mandolina.
Grelha-se de ambos os lados e reserva-se.
Num tacho coloca-se o azeite, a cebola, o alho, o louro e a noz moscada.
Leva-se ao lume até a cebola ficar translúcida. Adiciona-se o bacalhau, envolve-se bem e mistura-se a farinha. Deixa-se cozinhar um minuto, em lume brando, mexendo sempre e adiciona-se a bebida de soja. Mexe-se até engrossar e então juntam-se os restantes legumes e a salsa.
Num tabuleiro pequeno de ir ao forno dispus em camadas: curgete, creme de bacalhau, sendo a última camada de curgete. Antes de levar ao forno, coloquei o queijo ralado.
Cozinhou até o queijo gratinar e ficar dourado.
Servi quente.
Booooooooom dia!
Hoje deixo-vos uma receita vegan, assim, cedinho, para poderem ter tempo de encontrar os ingredientes que vos faltam, ainda antes de regressarem a casa.
Ingredientes (2 pessoas):
– 1 chávena de cotovelinhos (ou outra massa a gosto – podem usar sem glúten)
– 1 chávena de ervilhas
– 1 colher de sopa de azeite
– 1/2 cebola picada
– 1 dente de alho picado
– 1 folha de louro
– 1 colher de café de paprika
– 1/2 tomate picado
– 1 cenoura ralada
– 1 colher de sopa de farinha de milho
– 220ml bebida vegetal a gosto (sem adição de açúcar)
– q.b. salsa picada
– 1 fatia de queijo magro ralado
Programei o forno a 190 graus.
Cozi a massa de acordo com as instruções e reservei.
Coloquei num tacho o azeite, a cebola, o alho, o louro e a paprika.
Levei ao lume e assim que a cebola ficou translúcida juntei o tomate e a farinha. Mexi, em lume brando, até a farinha estar cozinhada e adicionei a bebida vegetal aos poucos, mexendo sempre.
Assim que ficou mais consistente, juntei a cenoura, as ervilhas e salsa picada.
Dispus num recipiente de ir ao forno a massa e, por cima, a mistura de ervilhas.
Polvilhei com queijo e levei ao forno cerca de 20 minutos (ou até ficar a gosto).
Like it?

Sim, o tempo está cinzento e chuvoso – pelo menos aqui, no Porto – mas é só uma ilusão… Na verdade sente-se o quentinho no ar e quem torna os dias coloridos somos nós. Verdade?

Ora a nossa Kiki preparou um prato fresco e cheio de cor! É perita em animar os dias, em alegrar corações.

Se partilho? – perguntam vocês. Ora pois claro – respondo eu, cheia de vontade de mostrar em palavras o quanto gostava não só de partilhar receitas mas também cores e sorrisos.

Gostava tanto de estar convosco!

Pronto, eu sou mesmo de afectos, mas agora a atenção é só para a dita receita. Aqui vai:

Salada de bacalhau com funcho

Ingredientes (1 pessoa):
– 1/2 lombo de bacalhau Riberalves
– 1 funcho (pequeno)
– 1/3 curgete
– 1/2 chávena tomate cereja
– 2 colheres de sopa de milho cozido
– q.b. rúcula (ou alface)
– 1 colheres de sobremesa de azeite
– q.b. sumo de limão

Descongelei o bacalhau.
Lavei o funcho e a curgete e cortei ambos em fatias.
Grelhei o bacalhau, a curgete, o funcho e os tomates (depois de lavados) até ficarem a gosto mas evitando que se queimem.
Servi com rúcula e milho temperado com azeite e sumo de limão.

Simples. Fácil. Saudável. Lindo.
Concordam?

Este empadão é digno de um dia de festa, em que a mesa tem que estar perfeita e o sabor também!

 

Empadão de beterraba (3 pessoas)

150g tofu
4 colheres de sopa de grão-de-bico cozido
1 cebola
1 dente de alho
1/2 pimento vermelho
1 colher de sopa de azeite
q.b. noz moscada
q.b. tomilho
beterraba
1 taça de couve flor cozida, em pedaços
q.b. salsa
Programei o forno a 180 graus.
Cozi a beterraba, com a casca.
Coloquei o azeite num wok juntamente com a cebola e o alho cortados em rodelas finas. Adicionei o pimento cortado em tiras e levei ao lume, sempre baixo. Deixei cozinhar, cerca de 10 minutos, adicionei o tofu cortado em cubos e temperei com tomilho. Cozinhou até o tofu ficar a gosto e, antes de desligar envolvi o grão-de-bico.
Entretanto, descasquei e cortei a beterraba em pedaços e transformei-a em puré juntamente com a couve-flor. Temperei com noz moscada.
Forrei uma forma com papel vegetal e dispus 3 camadas: uma de puré, no meio a mistura de tofu e, por cima, o restante puré.
Levei ao forno cerca de 25 minutos. Retirei e, depois de arrefecer ligeiramente, desenformei e servi polvilhado com salsa picada.

Em Maio há muitos acontecimentos importantes, sendo que marca também o mês dos Celíacos.
Como nutricionista não podia deixar de partilhar um post como mote para consciencializar a comunidade não celíaca. É muito importante que cada vez mais pessoas conheçam a doença e até ajudar algumas a identificar e confirmar diagnóstico com o médico. É fundamental combater a desinformação sobre esta doença e ajudar os celíacos em Portugal e no mundo a serem mais ouvidos e mais respeitados.

Têm questões sobre a doença celíaca?
Simplificando: nela, as pessoas não podem estar em contacto com o glúten, uma mistura proteica que existe no trigo, no centeio e na cevada (assim como em todos os produtos que os contêm e já agora o seitan é feito de glúten).

Deixo espaço para questões nas mensagens e têm sempre a Associação Portuguesa de Celíacos (APC) , que tem feito um trabalho digno de enaltecer.

E agora não podia faltar uma receita sem glúten, deliciosa, saudável, colorida… e esta é também vegetariana. já agora, para ajudar, podem encontrar outras no blog Nutrição com Coração.

Rolo vegetariano sem glúten

Ingredientes (3 pessoas):
– 3/4 chávena soja em grânulos
– 2 colheres de sopa de azeite
– 1 dente de alho
– 1/2 cebola
– 1 cenoura
– 1 batata média
– 2 chávenas de grelos cozidos
– 2 colheres de sopa de farinha de milho (ou outra, sem glúten)
– 1 colheres de chá de noz moscada
– 1/2 colheres de chá de curcuma (opcional)
– q.b. salsa picada

Programei o forno a 180 graus.
Comecei por hidratar a soja durante 15 minutos e mais tarde escorri-a muito bem.
Num tacho coloquei o azeite, a noz moscada e a curcuma. Levei ao lume e assim que a cebola ficou translúcida adicionei o alho, a batata ralada e a cenoura.
Cozinhou alguns minutos em lume brando e então juntei a soja e os grelos.
Deixei cozinhar até ficar a gosto (adicionei um pouco de água quente).
Envolvi a farinha e a salsa e transferi o preparado para uma folha de papel vegetal. Formei um rolo, que levei ao forno cerca de 30 minutos.
Servi ainda quente com salada.