Category

Receitas

Category

Não sei o que acham mas eu adoro colorir o Inverno! Este podia ser um Brás de bacalhau normal, em tons pastel (sem fritos, claro!), mas não é. Há aqui um jogo de cores que faz com que alimentos tão ricos como o tomate e a couve-roxa se juntem a um peixe que é tão nosso e tão nutritivo. Proteína, muito pouca gordura, selénio, fósforo, vitaminas B12, B6 e D… Um mundo de cor, sabor, nutrientes e aconchego para uma refeição feliz!

Ingredientes (1 pessoa)

1 ovo

100 g lombo de bacalhau Riberalves desfiado

1/2 cebola

1 dente de alho

1 colher sobremesa azeite

q.b. salsa picada

q.b. noz moscada

1/4 couve roxa

q.b. tomate mini

Preparação

Comecei por lavar bem a couve e cortá-la em juliana. Piquei o alho e a cebola. Num tacho coloquei o azeite, o alho e a cebola. Cozinhei, em lume brando e assim que a cebola ficou translúcida adicionei o bacalhau e a noz moscada. Tapei e deixei cozinhar cerca de 5 minutos. Juntei a couve e deixei cozinhar a gosto. Bati o ovo com a salsa picada e envolvi no preparado anterior.

Servi polvilhado com mais salsa e com tomate mini.

Despertar com COOKIES DE GRÃO-DE-BICO COM PEPITAS DE CACAU é como sentir um pedacinho de céu! 
Para os preparar, escolhi os melhores ingredientes Bio & Natural :

1 chávena grão-de-bico cozido

2 🥄 de sopa de manteiga de amêndoa

2 🥄 de sopa (rasas) de linhaça triturada

2 🥄 de sopa de bebida de amêndoa

1 🥄 de sobremesa de fermento (sem glúten, se for o caso)

2 🥄 de sopa de pepitas de cacau cru

q.b. stevia


Agora, vamos para a Cozinha com Coração.


Programei o forno a 175 grau e então processei o grão de bico até formar uma pasta. 
Envolvi os restantes ingredientes, deixando apenas o fermento e as pepitas de cacau.
Dividi a massa em porções semelhantes e formei bolachas que coloquei num tabuleiro forrado com papel vegetal e levei ao forno cerca de 25 minutos.

Hoje faço uma partilha do Ashram do meu Guru Paramahamsa Vishwananda, ou seja, do paraíso! E a partilha é de uma receita comum aqui, com que me delicio ao pequeno-almoço.
“Golden milk” é uma bebida tradicional da Índia, muito usada na medicina Ayurveda. A sua versão mais simples é composta simplesmente por leite, curcuma e mel. Muitas vezes são adicionadas outras especiarias e, hoje em dia, também há versões com bebida vegetal e/ou óleo de coco.


A curcuma, responsável pela cor dourada desta bebida, tem algumas propriedades benéficas, entre as quais se destacam:

– anti-inflamatórias

 – antioxidantes

Segundo os hindus ajuda a diminuir a ansiedade.


Podem preparar com bebida de aveia e curcuma. Depois de aquecer, é só saborear.

O dia dos namorados está a aproximar-se e na Cozinha com Coração ainda há mais amor no ar. Esta é uma das primeiras receitas que vos apresentamos e foi preparada com ingredientes que desvendo de seguida: ❣️bebida de aveia (ou leite)❣️stevia❣️quinoa❣️sementes de chia e de linhaça triturada❣️casca de limão❣️amoras❣️miolo de noz❣️”iogurte” de soja (ou iogurte natural).

E agora que vos agucei o apetite vou deixar o link da TeleCulinária onde podem encontrar a receita. Siiiiiiiiiim?

Desta vez conjuguei a couve-roxa (um hortícola que não usamos assim tanto) com o precioso bacalhau Riberalves . Como acompanhamento, um arroz selvagem de tomate e muitos pozinhos de perlimpimpim em toda esta receita em que o resultado agradou a todos!
Experimentem e espreitem mais receitas com o nosso bacalhau na página Bacalhau Riberalves !

Ingredientes (2 pessoas)

1 lombo de bacalhau Riberalves

4 folhas de couve roxa (grandes)

2 folhas de louro

1 chávena café de arroz selvagem

1 colher de sobremesa de azeite

1 dente de alho picado

1/3 cebola picada

1 tomate picado

1 colher de sobremesa de polpa de tomate

q.b. salsa picada

q.b. sementes de cânhamo

Preparação
Depois de descongelar o lombo de bacalhau da Riberalves retirei a pele e as espinhas e lasquei-o. Coloquei a couve roxa (inteira e lavada) num tacho com água a ferver durante 5 minutos. Desta forma é mais fácil retirar as folhas sem que se partam. Distribuí o bacalhau lascado por 4 folhas de couve e enrolei-as, de modo a formar as trouxas. Cozi a vapor em água aromatizada com folhas de louro, 15 a 20 minutos.

Entretanto preparei o arroz: num tacho coloquei o azeite, o alho e a cebola e, sempre em lume brando, assim que a cebola ficou translúcida juntei o tomate, a polpa e o arroz. Adicionei o dobro da água (em ralação à quantidade de arroz) e deixei cozinhar.

Servi as trouxas com o arroz polvilhadas com salsa e sementes.

Vamos falar de pizzas pouco calóricas, muito saborosas e saudáveis?

Sim!

E se lhe disser que a base é preparada com brócolos, linhaça e queijo?

Quanto à cobertura pode usar a sua imaginação e até dar uso ao que tem disponível em casa, porque na verdade esta base já tem proteína, gorduras benéficas, vitaminas, minerais e fibra. Eu escolhi cottage, tomate e azeitonas pretas, ou seja, esta é uma pizza low carb. Aprovam?

Ingredientes (1 pessoa)

2 chávenas de brócolos ralados

2 colheres de sopa de linhaça triturada

3 colheres de sopa de queijo magro ralado

q.b. cottage

1 tomate

4 azeitonas pretas

1 colher de sobremesa de sementes de abóbora

q.b. orégãos

Preparação
Lavei os brócolos e ralei-os medindo, em seguida, duas chávenas. Levei ao micro-ondas durante 2 minutos. Deixei arrefecer ligeiramente antes de misturar a linhaça. Depois da mistura repousar 5 minutos envolvi o queijo ralado e distribuí a massa num tabuleiro forrado com papel vegetal (dando a forma desejada).

Levei ao forno, que já estava aquecido a 200 graus, cerca de 12 minutos (ou até estar cozinhado). Deixei arrefecer ligeiramente antes de servir a base barrada com cottage, polvilhada com tomate e azeitonas em cubos, sementes e orégãos.