Category

Curiosidades & Dicas

Category

Já imaginou o que as crianças em todo o mundo comem durante uma semana? O fotógrafo Gregg Segal decidiu viajar pelo mundo para responder a esta pergunta de uma maneira muito criativa, tirando fotos de crianças de várias culturas cercadas pelos alimentos que consomem semanalmente. Durante três anos visitou 9 países: EUA, Índia, Malásia, Alemanha, França, Itália, Senegal, Emirados Árabes Unidos e Brasil.
O que o motivou, além da arte, foi a parte didática e de consciência alimentar: refere que se concentrou nas crianças porque os hábitos alimentares começam com elas e se não forem corrigidos em tenra idade, mais difícil será fazê-lo na idade adulta. 
Fiquei maravilhada com este trabalho e não podia deixar de partilhar convosco!
Vejam as restantes imagens AQUI e mais ainda no seu livro “Daily Bread: What Kids Eat Around the World”

Fotos retiradas de: https://educateinspirechange.org/health/25-kids-from-around-the-world-photographed-with-what-they-eat-in-one-week/

A Equipa do Canal Nutrição com Coração do Jornal de Notícias foi conhecer um pequeno paraíso de cores e sabores. Chama-se HUMUS Agricultura Biológica , o projeto da minha colega nutricionista Isa e do seu marido, Marco, que quer recordar o “verdadeiro sabor” dos alimentos.

Vejam o vídeo completo AQUI.

Nem todos os alimentos com açúcar têm sabor doce!
– a nossa boca é capaz de detectar 5 sabores diferentes: salgado, ácido, amargo, doce e umami

– estes sabores são sentidos pelas papilas gustativas presentes na nossa língua

– estas papilas estão distribuídas pelas várias zonas da boca e conseguem detectar apenas substâncias que tenham um limite de tamanho que caiba nas mesmas

– alguns açúcares são tão grandes que não são sentidos pela língua; apenas os açúcares pequenos como p.e. a sacarose, glicose, frutose e lactose conseguem “encaixar” nas papilas

– alguns alimentos como o limão (ácido) ou os grelos (amargos), contêm outras substâncias que um sabor mais fortemente percepcionado pelo nosso organismo, mascarando assim o sabor doce e o conteúdo em açúcar destes alimentos

– o mesmo acontece com alguns produtos alimentares que não têm sabor doce, mas contêm açúcar

Não se deixe levar apenas pelo paladar dos alimentos. A nossa boca detecta todos os sabores presentes, mas o cérebro apenas consegue processar os sabores mais fortes, o que pode ser enganador sobre a real composição dos alimentos.

Olhe para os rótulos e evite os produtos alimentares nos quais o açúcar (descrito de diversas formas, nas quais nem sempre o nome “açúcar” existe, p.e.: Dextrose, Frutose, Malto-dextrina, Xarope de milho, Melaço, entre outros) não conste, na lista de ingredientes e sobretudo que não se encontre nos primeiros lugares. Não esqueça que a lista de ingredientes é apresentada por ordem decrescente de quantidade. Hoje em dia é obrigatório que o teor em açúcares venha descrito, assim, na composição nutricional podem ver: “hidratos de carbono, dos quais açúcares”. Assim, não há que enganar, sirva-de do DESCODIFICADOR DE RÓTULOS e terá uma ajuda preciosa para fazer as suas compras. Tem acesso a ele facilmente através do site da Direcção Geral de Saúde).