Tag

pão

Browsing

Achavam que vos deixava sem mais uma receita deliciosa antes de terminar Março?
Naaaaaaaaa…

— Pão de bacalhau na frigideira —

Ingredientes (2 unidades)

– 1/2 lombo de bacalhau Riberalves
– 1 chávena de couve roxa
– 1/2 cebola picada
– 1 dente de alho picado
– 1 🥄 de sopa de pimento picado
– 2 🥄 de sopa de azeite
– 1 chávena de farinha de aveia
– 1 ovo (L)
– 1/2 chávena de leite
– 1 🥄 de café de curcuma
– q.b. salsa

Descongelei o bacalhau, tirei pele e espinhas e cortei em cubos.
Coloquei uma colher de sopa de azeite num tacho, juntei o alho, o pimento, a cebola e a couve roxa. Deixei cozinhar alguns minutos, em lume brando. Adicionei o bacalhau e deixei cozinhar a gosto, deixando evaporar todo o líquido.
Numa taça misturei a curcuma com o azeite, o ovo, o leite e a farinha.
Cozinhei numa frigideira pequena, dois pães, do seguinte modo: dispus um pouco da massa, recheio de bacalhau e, por cima, um pouco mais de massa. Cozinhou em lume brando, com uma tampa. Virei quando estava quase pronto.
Polvilhei com salsa, antes de servir.

Vamos preparar o nosso primeiro FERMENTADO?

É pão.

Fazer pão é uma arte!

– Utilizam-se ingredientes simples: farinha e água e transformam-se num produto essencial.

– Para fermentar cereais é preciso demolhá-los (em água sem cloro, pois este mata os microorganismos responsáveis pelo processo).

– As culturas de microorganismos necessárias para a fermentação existem naturalmente nos grãos.

 E agora vamos lá pôr a mão na massa para preparar Pão de trigo sarraceno e aveia!

Ingredientes:
– 200g trigo sarraceno
– 100g aveia em grão
– q.b. água
– 1 colher de café de sal
– q.b. sementes

Lavei e deixei de molho o trigo sarraceno e os grãos de aveia durante a noite (ou 12 horas). Escorri muito bem.
Bati no liquidificador com 200ml de água e sal (se a massa estiver demasiado dura, adicione um pouco mais de água).
Deixei fermentar durante 24h ( a temperatura ambiente estava entre 18 e 20 graus).
Pode-se fazer pão ou panquecas com esta massa.
Para preparar o pão: unta-se uma forma ou formas pequenas, com azeite (pode polvilhar com sementes de papoila ou de sésamo), deixa-se levedar mais 1 ou 2 horas e cozinha-se no forno a 180°, cerca de 20minutos. Este pão pode ficar frágil, deixe arrefecer um pouco na forma antes de retirar.

Notas:
🥞 Para preparar panquecas: volte a bater juntando mais água para que a massa fique com a consistência certa. Cozinhe porções numa frigideira antiaderente.

Pode utilizar apenas trigo sarraceno, ou pode substituir a aveia por outros cereais em grão ou quinoa.

Também podem ver a receita na NiT, clicando AQUI.

Heeeeeeeeeeei! Hoje trago-vos uma receita irresistível.

Não acreditam? Então experimentem!

– Pães de batata doce recheados com bacalhau –

Ingredientes (4 a 6 unidades):

– 200g lombo bacalhau Riberalves
– 200g puré de batata doce (usei de polpa laranja)
– 1 colher de chá de azeite
– 1/4 chávena farinha espelta
– 1 colher de sobremesa de azeite
– 1/3 cebola
– 1/2 tomate
– 1 colher de sopa de salsa picada
– 1 chávena espinafres em pedaços

E como se faz?

Descongelei o bacalhau.
Tirei a pele e as espinhas e desfiei-o.
Coloquei num tacho o azeite e a cebola picada finamente. Levei ao lume e, logo que a cebola ficou translúcida adicionei o tomate picado e a salsa. Deixei cozinhar breves minutos, adicionei o bacalhau e, quando estava quase pronto envolvi os espinafres. Deixei cozinhar até evaporar todo o líquido. Deixei arrefecer.
Misturei o puré de batata com uma colher de chá de azeite e com a farinha. (A massa deve ficar maleável, se for necessário, adicione um pouco mais de farinha.)
Divida a massa entre 4 a 6 partes iguais. Abra-as, na mão e recheie com a mistura de bacalhau. Feche e cozinhe de ambos os lados numa frigideira antiaderente.

Digam a sério, de coração, o que acham?

A equipa do canal Nutrição com Coração do Jornal de Notícias preparou este pão, saboroso e sem glúten!

Quando o pão está a cozer o cheirinho inunda todas as divisões. E já que temos que passar mais tempo em casa, porque não experimentam este?

Assista ao vídeo na íntegra clicando aqui.

3/4 chávena água morna

1 colher de sopa de levedura

1 colher de sopa de linhaça triturada

5 colheres de sopa de água

1 chávena farinha de arroz

1/2 chávena “farinha” de amêndoa

1/4 chávena polvilho doce

1/4 chávena de amido de milho

1 colher de sopa de azeite

1 colher de sobremesa de açúcar amarelo

q.b. sementes para polvilhar (opcional) – usamos de papoila


Comecei por hidratar a linhaça triturada com 5 colheres de sopa de água e deixei repousar cerca de 15 minutos. Misturei a levedura com a água morna e o açúcar e deixei repousar entre 5 e 10 minutos.

Numa taça misturei a farinha de arroz com o polvilho doce, o amido de milho, a “farinha” de amêndoa, o azeite, a linhaça hidratada (pode substituir por 1 ovo) e a levedura. Mexi até obter uma massa homogénea que transferi para uma forma. Polvilhei com sementes de papoila e deixei a levedar (até o volume duplicar – demora cerca de uma hora).

Programei o forno a 200 graus.

Levei ao forno, a 200 graus nos primeiros 5 minutos, depois  baixei para os 180 graus e cozeu mais 35 minutos.

Tendo em atenção que mais do que 75% do sódio de que necessitamos existe nos próprios alimentos, apenas precisamos de adicionar uma pequena parte para completar as necessidades diárias do nosso organismo. Cuidado então com o sal que utiliza durante a confecção e como forma de temperos, para que não se ultrapasse a recomendação da Organização Mundial de Saúdede: 5g de sal por dia. No caso de preparar um prato de Bacalhau Riberalves , como o ensopado que hoje vos sugiro, não devem adicionar, uma vez que este é previamente demolhado no ponto de sal ideal.

Deixo-vos a receita deste ENSOPADO DE BACALHAU COM PÃO DE CURCUMA!

1 lombo de bacalhau

1/2 cebola picada

2 dentes de alho laminados

2 ? de sopa de pimento verde em tiras

1 tomate picado

1 colher de sobremesa de polpa de tomate

1 folha de louro

3/4 chávena farinha de trigo

1/4 chávena farinha de arroz

1 ? de café de curcuma

1 ? de chá de fermento

1 ? de sobremesa de sementes de papoila

1 ? de sobremesa de azeite

1/3 chávena de leite (ou bebida vegetal)

Descongelei o bacalhau, tirei a pele e cortei em pedaços.
Coloquei o azeite ao lume com a cebola, o louro, o alho e o pimento. Mantendo em lume brando, quando a cebola ficou ligeiramente translúcida juntei a polpa de tomate e o tomate, seguido de uma chávena de água. Assim que levantou fervura adicionei o bacalhau e deixei cozinhar, com a tampa, cerca de 12 minutos (ou até estar a gosto – se for necessário deve acrescentar um pouco mais de água).
Entretanto, numa taça misturei as farinha, o fermento, a curcuma e as sementes de papoila. Depois juntei o azeite e o leite, aos poucos, até obter uma massa lisa e maleável que não se cola às mãos (pode usar um pouco mais de farinha ou de leite para acertar a textura). Dividi a massa em pedaços, estendi com um rolo e cozinhei-os de ambos os lados, numa frigideira antiaderente que já estava quente.
Servi o bacalhau, retirando a folha de louro, com o pão em pedaços.

Não se esqueçam: quem está no distrito de Lisboa ou na margem sul pode encomendar o bacalhau Riberalves e recebê-lo em casa. Veja AQUI.