Tag

comida saudável

Browsing

Olá olá, sorrisos lindos!

Já cá faltava uma receitinha da mãe Bravo – para quem não sabe, a mãe é a rainha dos “inhos”.

Vou descrever a receita deste empadão maravilhoso tal como a mãe com olhos docinhos a relatou:

Então, minha filha, o puré deste empadão pode preparar-se com água ou com uma bebida vegetal que não tenha sabor doce ou com leite. O meu leva água porque não bebo leite e parece-me que as bebidas vegetais dão sempre um sabor adocicado. Bom, cada um escolhe o que prefere… e no final junta-se noz moscada e um bocadinho (ahahaha – a mãe não sabe mentir, se ouvissem este “bocadinho”… até mudou o tom de voz) de margarina.
Pica-se bastante cebolinha e põe-se num tacho com azeite (até admira não dizer “azeitinho”, para parecer que a quantidade é menor) e 2 folhas de louro. Quando a cebola está transparente junta-se tomate em pedaços. Tampa-se o tacho e quando o tomate está um pouco cozinhado junta-se soja granulada (que antes tem que estar de molho, pelo menos 2 horas e então tem que se espremer muito bem). Mantém-se tudo em lume brando. Vai-se mexendo e salpica-se com água se for necessário. Vamos juntando os temperos de que gostamos e obtemos um molhinho. Desligamos o lume. E depois já se está a ver: entra uma camada de puré, uma do preparado e novamente outra de puré. Vai ao forno. E está pronto a servir!

O que acham, a receita da mãe Bravo está aprovada?

 

Puré de tomate e pimentos com lascas de bacalhau – são servidos?

Não precisam de pedir, eu deixo a receita!

Ingredientes (2 pessoas):
– 220g Bacalhau Riberalves
– 1 dente de alho
– 1/2 limão
– 2 folhas de louro
– 1 colher de sopa de azeite
-?10 tomates cereja
– 5 pimentos mini

Descongela-se o bacalhau.
Programa-se o forno a 180 graus.
Lavam-se os pimentos e os tomates e dispoēm-se num tabuleiro forrado com papel vegetal,  juntamente com o dente de alho inteiro (com a pele). Tempera-se com o louro, sumo de limão e metade do azeite.
Leva-se ao forno e quando faltarem cerca de 15 minutos para os pimentos estarem a gosto, coloca-se o bacalhau no mesmo tabuleiro.
Tira-se do forno. Transfere-se o dente de alho (após retirar a pele) para um liquidificador juntamente com os tomates e os pimentos, aos quais pode retirar-se a maioria das sementes e as partes da pele que ficaram mais tostadas (na verdade pode escolher e deixar as sementes e manter os seus nutrientes – pode deixar o molho mais rústico ou mais cremoso, conforme o seu gosto).
Serve-se o puré com o bacalhau em lascas, o restante azeite e algumas fatias de pão.

Boooooooooooom dia!

Sei que é cedo para vos deixar uma receita como esta, mas pensei que pudessem precisar de sugestões para uma das refeições principais de hoje. Por isso aqui fica:

— Bacalhau com massa e pimentos —

Ingredientes (1 pessoa):
– 120g Bacalhau Riberalves
– 60g esparguete
– 1 colher de sopa de azeite
– 1 dente de alho em rodelas
– 3 pimentos mini
– 1 colher de sopa de azeitonas pretas em rodelas
– q.b. salsa picada

Cozi a massa de acordo com as instruções e reservei.
Num tacho coloquei o azeite, o alho, a salsa picada e os pimentos cortados em pedaços.
Deixei em lume brando (podem adicionar água quente aos poucos, se acharem necessário).
Quando os pimentos estavam quase prontos, juntei o bacalhau lascado e passados 10 minutos, juntei o esparguete e as azeitonas.
Servi de imediato.

O que acham?

Então esta receita começa com aqueles olhinhos avelã esverdeados a olhar para mim vim ar de caso: “Cebola, bastante. Uma boa camada! Mas bastante mesmo, porque não leva água, Ana. Estás a apontar?” Com umas folhinhas de louro. Entra uma camada de batatas cortadas às rodelas. Diz a mãe Bravo que “não podem ser muito fininhas senão desfazem-se”. Depois uma camada de tofu esfarelado com os dedos e a última é mais uma camada de batata, com salsa. “Quem gostar pode juntar umas tirinhas de pimentos e malagueta, eu não tinha porque te esqueceste de comprar.” – Pois claro, eu esqueci! – “E claro, rega-se com azeitinho.” Termina de dizer isto é olha como ar malandro, à espera que eu refile e baixe a quantidade de azeite para 1 colher de sopa por pessoa. Aproveita o meu silêncio e continua: “Ana, agora escreve assim: nota, coze em lume muito brando.” E depois? – pergunto. “Depois vai-se sacudindo o tacho de vez em quando, não se tira a tampa para mexer, para não saírem os vapores que dão mais sabor. E está pronto, com sabor, saúde e amor! 

Booooooooooom dia, sorrisos lindos!

Hoje acordei com tanta vontade de comer, que fiz uma espécie de brunch. Mostro-vos uma parte dele e dou-vos a sua receita, claaaaaaaro. Aqui vai:

Ingredientes (1 unidade):
– q.b. tapioca pronta para crepes
– 1 colher de sobremesa de azeite
– 1/2 dente de alho picado
– 75g espargos
– 100g cogumelos
– q.b. miolo de noz

Lavei e cortei os espargos em pedaços. Limpei os cogumelos (se for necessário, corte-os).
Num wok coloquei o azeite, o alho, os espargos e os cogumelos. Deixei cozinhar até ficar a gosto e envolvi o miolo de noz picado.
Numa frigideira cozinhei a massa do crepe (de acordo com as instruções), recheei com a mistura de espargos e servi quente.

Para acrescentar proteína, requeijão ou queijo fresco ou cottage vem mesmo a calhar. Para os vegetarianos, uma versão vegetal.

O que acham? Recomendam esta receita a alguém que conheçam?

Booooooom dia!
Tenho comido coisinhas tão boa na Suíça e em França, que pedi à nossa Kiki para preparar um docinho mais saudável na nossa Cozinha com Coração.

Para vocês, claro!

— Tarte de maçã e uvas —

Ingredientes (2 pessoas):
– 1 colher de de sopa de linhaça triturada
– 5 colher de de sopa de água
– 1 colher de sopa de mel
– 30g farinha de aveia integral
– 25g farinha de arroz
– 25g “farinha” de amendoim (ou de amêndoa)
– q.b. água
– q.b. puré de maçã
– 1 maçã em fatias
– q.b. uvas

Programei o forno a 180 graus.
Hidratei a linhaça com as 5 colheres de sopa de água e deixei repousar 10 minutos.
Numa taça misturei as farinhas com o mel, a linhaça hidratada e água até a massa ficar maleável (sem colar às mãos).
Estendi a massa (pode usar um rolo) e sobre esta distribuí puré de maçã que preparei do seguinte modo: cozi maçãs em pedaços com um pouco de água e um pau de canela, transformei em puré com a varinha mágica. Sobre o puré de maçã coloquei maçã fatiada e uvas.
Levei ao forno cerca de 30 minutos (ou até a base estar cozinhada).