Tag

vegan

Browsing

Vai uma fatia de banoffee vegan, Bio & Natural?

Receita (8 pessoas)

base:

60g flocos de aveia

75g alperces secos

65g amendoim cru

q.b. canela

q.b. água


Comecei por demolhar os alperces  em água morna suficiente para os cobrir durante cerca de 30 minutos. Escorri-os bem e processei-os. Torrei os amendoins numa frigideira e processei-os juntamente com a aveia. Transferi a mistura para uma taça e envolvi os damascos e canela a gosto. Amassei com as mãos (a massa deve ficar maleável, pelo que pode precisar juntar um pouco de água ou de aveia…). Com a massa formada forrei uma forma de fundo removível e levei ao frigorífico durante 15 minutos.


recheio:

110g tâmaras sem caroço

1/2 banana madura

75g manteiga de amendoim

2 colheres de sopa de óleo de coco

75 ml bebida de coco


Coloquei todos os ingredientes num liquidificador e bati até obter um creme homogéneo (pode necessitar adicionar mais banana ou bebida de coco para acertar a consistência – fica um creme ligeiramente espesso). Com este creme barrei a base de damasco e aveia.


cobertura:

150ml leite de coco bem frio

q.b canela

q.b. damascos

q.b. coco lascado

q.b. hortelã

Bati o leite de coco até obter consistência de chantili. Cobri a tarte com ele e enfeitei com damascos em pedaços, lascas de coco, hortelã e canela. Servi frio.

Penso que todos sabem que tenho uma paixão assolapada por chocolate. Tento preparar receitas que me permitam incluí-lo nos meus dias sem culpa. E eis que, numa semana dedicada a aproveitar desperdícios, preparámos este BROWNIE DE CHOCOLATE COM CASCA DE BANANA. .
Há aí aguem interessado em ter a receita, que é vegan?

Ingredientes (6 porções)

1 banana madura

100 g chocolate +70% cacau

30 g farinha integral

2 colheres de sopa (bem cheias) de cacau em pó

1 colher de chá (rasa) de fermento

2 colheres de sopa de sementes de girassol

2 colheres de sopa de azeite

Preparação
Comecei por descascar a banana, lavar a casca, cortá-la em pedaços e cozê-la em água durante cerca de 15 minutos. Escorri, deixei arrefecer e transformei-a em puré adicionando o azeite enquanto batia. Derreti o chocolate em banho-maria e esperei que arrefecesse ligeiramente antes de envolver o puré de casca de banana. Numa taça misturei a farinha, o cacau, o fermento e as sementes. A esta mistura juntei a de chocolate. Piquei a banana e envolvi na massa do brownie. Programei o forno a 180 graus e levei a massa a cozinhar numa forma untada com azeite e cacau em pó. Cozinhou cerca de 25 minutos. Servi polvilhado com mais sementes e raspas de chocolate.

Já há uns tempos que não preparo carne cá em casa. Naturalmente não é uma opção profissional, vem antes do respeito pela minha vontade pessoal. Desde que haja a essencial consciência alimentar e dessa forma não faltem nutrientes, considero que devemos respeitar os nossos gostos pessoais. 
Vocês sabem que não sou fundamentalista e não entro em radicalismos. Acho que cada pessoa é livre de escolher a forma como se alimenta, desde que garanta que nada lhe falta a esse nível, ou seja, desde que tenha equilíbrio nutricional no seu dia-a-dia. 
E aqui estou eu a propor para o jantar de hoje uma massa sem glúten com soja em molho de polpa de tomate Guloso com ervas aromáticas. Foi o que preparei para os amigos que vieram partilhar amor em gargalhadas, abraços e garfadas de Comida Saudável e Feliz !

Ingredientes (2 pessoas)

120g massa sem glúten (ou integral)

120g polpa de tomate

2 chávenas de soja (grossa)2 dentes de alho

1 cebola (pequena)

1 chávena de tomate cereja

1 colher de sopa de azeite

q.b. ervas secas a gosto

q.b. ervas frescas a gosto

Preparação
Coloquei a soja de molho (em água suficiente para a submergir) durante cerca de 25 minutos. Cozi a massa em água abundante, até ficar a gosto, escorri e reservei. Num tacho coloquei o azeite, o alho e a cebola picados. Deixei cozinhar em lume brando e, assim que a cebola ficou translúcida, juntei a polpa de tomate e temperei com ervas secas. Deixei cozinhar, juntando água aos poucos sempre que necessário (se desejar pode passar o molho com a varinha mágica). Entretanto, escorri a soja tendo o cuidado de retirar o excesso de água. Envolvi-a no molho de tomate e deixei cozinhar mais alguns minutos. Lavei e cortei ao meio os tomates cereja que misturei no preparado anterior mesmo antes de desligar o fogão. Servi com a massa, polvilhado com ervas frescas picadas na hora.

Este bolo vegan e sem glúten é um delicioso mimo para preparar várias vezes. E com a mandolina da Borner é tão rápido que a dificuldade maior será comer só uma fatia.

Ingredientes (2 pessoas)

  • 3/4 chávena amido de milho
  • 1/2 chávena de linhaça triturada
  • q.b. stevia
  • 1 c. sopa de azeite
  • 1 pitada de canela
  • q.b. sumo de limão
  • 1/2 c. sopa fermento (sem glúten)
  • 1/2 maçã (grande)
  • 4 c. sopa sumo de laranja
  • 1/2 laranja em rodelas
  • q.b. coco lascado

Comecei por lavar a maçã e cortei-a em palitos finos com a Mandolina da Borner. Reguei com sumo de limão para que não oxidasse e reservei.

Numa taça misturei o amido de milho, a linhaça, o azeite, o sumo de laranja, a canela e a maçã. Por fim adocei a gosto com stevia, envolvi o fermento e deixei repousar 5 minutos.

Entretanto forrei o fundo de uma forma pequena com papel vegetal.

Com a mandolina, desta vez na opção de fatias grossas, cortei meia laranja (já descascada) em rodelas.

Dispus uma das rodelas no fundo da forma. Verti a massa por cima e levei ao forno, já quente a 165 graus, onde cozinhou por cerca de 35 minutos.

Desenformei  e servi com a restante laranja em pedaços e lascas de coco.

Gostam de figos? Eu adooooooooro. E também gosto muito de mousses, não sei se é da consistência ou das boas memórias que me trazem. A que vos proponho hoje é vegan, tem 5 ingredientes e é muito fácil de preparar. E isto não seria tão relevante se não fosse tão deliciosa como é. Vitaminas, minerais, fibra e gordura boa não lhe falta. Tudo conjugado, o melhor será mesmo provarem!

Ingredientes (2 taças)
240 ml bebida vegetal a gosto (usei de amêndoa)
3 figos
2 colheres de sopa de sementes de chia
1 colher de sopa de linhaça triturada
q.b. miolo de noz (ou de amêndoa)
Preparação
No lliquidificador coloquei a bebida de amêndoa, 2 figos em pedaços (depois de bem lavados), a chia e a linhaça.
Bati cerca de 4 minutos (ou até obter um creme espesso).
Dividi em duas taças que levei ao frigorífico por 4 horas.
Servi enfeitado com um figo em pedaços e noz picada.

Se vos disser que casca de banana é um dos integredientes deste pão, acreditam?
É que é mesmo! Um pão sem glúten, com o sabor aromático da canela e da noz moscada, o toque do azeite e a consistência da aveia… Vai inspirar primeiro as papilas gustativas e depois todo o corpo, enriquecendo-o com os seus nutrientes.

 

Ingredientes (2 pães)
1 chávena farinha de aveia
1 colher de chá levedura desidratada
1/2 chávena bebida vegetal
1 casca de banana
1 colher de sobremesa de azeite
1 pitada de noz moscada
1 pitada de canela
Preparação
Depois de lavada, coloquei a casca de banana em pedaços no liquidificador juntamente com a bebida vegetal. Bati até obter uma mistura homogénea.
Numa taça coloquei a levedura, uma colher de chá de farinha e duas colheres de sopa de água morna. Mexi bem e deixei repousar 5 minutos, antes de misturar todos os outros ingredientes: casca de banana batida, farinha, azeite e especiarias. Amassei bem (a massa deve ficar lisa e maleável, pode adicionar mais farinha ou bebida vegetal, se necessário). Levedou cerca de uma hora, ou até duplicar de volume.
Programei o forno nos 180 graus.
Levei o pão ao forno, num tabuleiro forrado com papel vegetal, cerca de 45 minutos (ou até cozinhar – pode fazer o teste do palito).