Tag

vegan

Browsing

A mãe Bravo não falha, eis a receita  exactamente como me ditou:

“Cebola, louro, alho… Ana, escreve: bastante cebola às rodelas: uma camada. Mais uma camada de batatas, também às rodelas, depois uma de tomate fresco partidinho aos cubinhos. [Dois “inhos” na mesma frase, que maravilha!] Entra o tofu esfarelado, outra camada de cebola e outra de batata. Quem gostar pode pôr pimentos de várias cores. Rega-se bem com azeite [agora já diz esta parte sem falar mais baixinho, só me olha com aquele ar de mãe reguila com olhos de amor] e deixa-se cozinhar lentamente, agitando o tacho para não pegar. Quando começar a ferver passar para o mínimo é cozinha sempre assim, em lume brando.”

É um amor esta mãe Bravo e a sua cozinha saudável e feliz, não é?

Já cá faltava mais uma receita vegan  da mãe Bravo, descrita ao seu jeitinho, entre o mimo e o brilho de quem cozinha com o bendito do Amor:

Fatia-se o tofu e deixa-se a marinar com antecedência (ou até durante a noite anterior): tempera-se com alho, folhas de louro partidas aos bocadinhos e rega-se com limão e um fiozinho de azeite. Pronto, não vamos discutir a questão do azeite. – é engraçado o jeitinho de criança com que a mãe Bravo fala deste tema comigo. E retoma o tom anterior sem demora: Continuando, fica assim pelo menos 2 horas. Entretanto prepara-se o arroz: cebolinha picada, azeite e uma folhinha de louro a fritar. [Porque gostam as mães tanto dos “inhos”?] Ops, não é a fritar, tu sabes, só assim a alourar ligeiramente, até só deixo até a cebola ficar translúcida! Não olhes assim para mim, tu bem vês.
– diz a princesa com olhinhos cor de avelã. E continua: acrescenta-se a cenoura às rodelas e a couve cegada grosseiramente (não é assim como a do caldo verde, sabes? É em pedaços maiores). Mexe-se é deixa-se evaporar um pouco a água dos legumes. Então acrescenta-se o arroz : se for carolino, 1,5 chávenas de água para 1 de arroz. Água quente. Isso é muito importante senão “encrua” o arroz. Enquanto o arroz coze, escorre-se bem o tofu e grelha-se numa frigideira anti-aderente, sem gordura. Claro que fica mais douradinho com um nadinha de azeite, mas pronto. – parece resignação mas ainda tenta mais uma vez: Deixa-te lá de exageros, ó transmontana da nutrição. – e eu acho-lhe graça e como, aliás delicio-me com a sua comidinha!

Vai uma garfada? Aliás, uma garfadinha? 

VEGAN • DELICIOSO • FELIZ

Bom dia com crepes de alfarroba recheados com banana e com um toque de manteiga de amendoim!

Ingredientes:
– 60g farinha de aveia
– 2 colheres de sopa (rasas) farinha de alfarroba
– 200ml bebida de soja
– 80ml água
– 1 colher de sopa de sementes de chia
– q.b. banana
– q.b. manteiga de amendoim

Comecei por misturar as sementes de chia com os 80ml de água, deixando a hidratar por pelo menos 5 minutos.
Misturei as farinhas com a bebida vegetal e o “ovo de chia”.
Cozinhei porções desta massa numa frigideira antiaderente que já estava previamente aquecida.
Servi com banana e manteiga de amendoim.

E já cá faltavam umas receitinhas vegan!
Hoje a Cozinha com Coração dedicou-se ao grão-de-bico. Esta leguminosa, fonte de proteína vegetal, é muito versátil. Moído, pode ser usado em “grãomeletes”, biscoitos, pães e um número infindável de receitas. Boas. Muito boas. Hoje temos uma dessas, em forma de hambúrguer.

Vamos aos pontos importantes.

Ingredientes (4 unidades):
– 200g grão-de-bico cozido
– 1 colher de sopa de azeite
– 1 dente de alho
– 100g couve para caldo verde
– 1 colheres de sopa de pimento vermelho picado
– 3 colheres de sopa de água
– 2 colheres de sopa (rasas) de farinha de aveia

Coloquei o azeite num tacho com o alho picado, o pimento e a couve. Deixei cozinhar alguns minutos em lume brando e então deixei arrefecer.
Entretanto transformei o grão-de-bico em puré, com as 3 colheres de sopa de água.
Numa taça misturei o puré de grão com a couve e a farinha.
Dividi em 4 porções semelhantes, que cozinhei numa frigideira antiaderente de ambos os lados. Servi com trigo sarraceno colorido.

Colorido. Muito colorido. Duas felizes pedem cor.

Atrevem-se a deliciar-se?

Hoje tenho para vocês mais uma receita vegan, em que os ovos não entram e por isso temos nomes como: “ovo” de linhaça e “grãomelete” (em vez de omelete). 

“Grãomelete”de legumes no forno

Ingredientes (1 pessoa)
– 1 chávena de grão-de-bico cozido
– 1 colher de sopa de linhaça triturada
– 4 colher de sopa de água
– 1 colher de sopa de azeite
– 1 colher de café de curcuma (ou caril)
– 1 colher de chá de tomilho
– 1 colher de sopa de cebola roxa picada
– 1/2 chávena de cenoura ralada
– 1/2 chávena de brócolos (cozidos) em pedaços
– 1 colher de chá de fermento (opcional)

Programei o forno a 180 graus.
Preparei o “ovo” de linhaça: misturei a linhaça triturada com a água e deixei repousar 10 minutos.
Processei o grão-de-bico com o “ovo” de linhaça e a curcuma.
Envolvi os restantes ingredientes: azeite, ervas, cebola, cenoura, brócolos e fermento.
Transferi o preparado para uma forma pequena e levei ao forno onde cozinhou cerca de 40 minutos (até ficar dourado).
Servi de imediato.

Deixo-vos uma receita preparada com o pouco que tinha em casa. Preciso de ir às compras!

Mais uma receita vegan colorida, saudável e saborosa. Esta é também low carb.

Ingredientes (2 pessoas):
– 2 chávenas de soja em pedaços
– 1 colher de sopa de azeite
– 1/2 cebola
– 1/2 colher de café de paprika
– 1 colher de café ervas secas a gosto
– 2 colheres de sopa de pimento vermelho em pedaços
– 1/2 alho francês
– 1 cenoura
– 1 chuchu
– 1 chávena rabanetes
– q.b. salsa

Coloquei a soja de molho, em água abundante (durante pelo menos 30 minutos) e escorri muito bem (para ficar bem deve mesmo espremer-se com as mais, de forma a tirar o máximo de água possível).
Num tacho coloquei a paprika, as ervas, a cebola, o pimento e o azeite. Levei ao lume até a cebola ficar translúcida e adicionei a soja.
Depois de cozinhar 1 a 2 minutos, em lume brando, juntei os restantes legumes (os que tinha na gaveta do frigorífico): o alho francês cortado em rodelas, a cenoura cortada em pedaços, o chuchu em cubos e os rabanetes cortados em quartos. Deixei cozinhar adicionando água quente aos poucos sempre que necessário.
Servi, polvilhado com salsa picada.

Aprovam?