Não havia dia que eu fosse lá a casa e ela me deixasse cumprimentar alguém sem antes me abraçar… Sim, falo de uma cadela, uma dálmata chamada Pimpas e sim, ela abraçava-me.
Todos achamos que os “nossos” cães são especiais e a Pimpas não era excepção: era mesmo especial! A Pimpas é a cadela que vive em casa da minha irmã, ou que vivia… Na verdade não consigo ainda imaginar aquela casa sem ela. Se fechar os olhos e pensar em cada compartimento onde habitualmente vou, a Pimpas está nele. Seja a dormir enroscada num cantinho, seja a puxar-me para brincar, ou a fazer sons que abafam os da televisão, procurando protagonismo… Querendo mais um mimo, só mais um mimo…
A Pimpas tinha a ternura toda do mundo no olhar! E abraçava, abraçava muito! Assim que eu chegava a sua casa, a alegria fazia-a andar de um lado para o outro, sem saber bem o que fazer, procurando forma de a exteriorizar sem me magoar. Então saltava até me poder abraçar. Tinha razão, as pessoas que chegam devem ter a delicadeza de cumprimentar… E uma festinha não chegava, a Pimpas considerava que para me cumprimentar, só um abraço lhe enchia as medidas – a mim também, confesso! Então eu ficava de cócoras e ela colocava as suas patinhas nos meus ombros, encostava a cabeça à minha e ali permanecíamos uns largos segundos… Acho que até ela sentir que tinha mimo suficiente para poder esperar até à próxima visita.
O abraço da Pimpas está-me gravado na alma! Como nos marcam estes companheiros de vida…

Ana Bravo
Author

Nutricionista: amante do tipo de cozinha que procura aliar saúde aos melhores sabores; Mulher: apaixonada pela verdadeira beleza das coisas mais simples; Objectivo: ser feliz na medida do possível, gostar de mim todos os dias e ajudar quem me segue, nesse mesmo caminho.

1 Comment

  1. Avatar
    Ricardo Pinto Reply

    Parabéns pela forma envolvente como aborda os mais diversos temas, não tendo que focar, necessariamente, a nutrição, mas colocando sempre o coração e a forma própria e intensa de ver a realidade com sabedoria e emoção. É sempre refrescante e inspirador ler os seus posts. Os seres de 4 patas são merecedores de toda a nossa atenção e afeto…e fazem “milagres” por nós. Autênticos “companheiros de vida”. Felicidades!

Write A Comment