Author

Ana Bravo

Browsing

E a cada degrau percebo que o foco depende apenas do sítio para onde viramos a nossa lanterna. Se olhar para um lado verei escadas que posso subir, se olhar para o outro perceberei que há outras tantas que posso descer… Foco nos problemas? Ou nas decisões? No caminho ascendente? Ou na descida? É importante saber para onde quero ir e não tem mal parar a meio, para questionar e sentir. Então, com menos ego, o caminho será mais claro. Às vezes tenho que descer para depois poder subir mais alto. E não há pressa, há caminho. E o foco da nossa atenção deve estar – sempre – nos passo que nos levam ao Amor.

E era suposto este ser um post em que simplesmente vos perguntava o que acham do meu look… E ainda gostava de saber, o que acham? Guardo aquela dose de vaidade qb que não faz mal a ninguém e sabe bem.

Deixo o link para os detalhes:

🤍🖤 https://www.elcorteingles.pt/moda-e-acessorios/mulher/?utm_source=ana-bravo&utm_medium=content&utm_content=post-facebook&utm_campaign=202010_mod_influenciadoresoi

Esta é a última semana da FEIRA do BEBÉ no El Corte Ingles.
Isso mesmo, até ao dia 21 de Outubro, sobretudo as futuras mamãs poderão desfrutar de todos os produtos e vantagens!

Entretanto, deixo algumas sugestões, porque a gravidez é a época mais crucial na vida de uma mulher, para a adopção de um estilo de vida saudável, tanto no que respeita à prática de actividade física como também, naturalmente, à alimentação, que deve ser cuidada, variada e equilibrada mais do que nunca.

Alguns pontos interessantes:

– Sabiam que é nesta altura que se começam a condicionar os gostos do bebé? Aquilo que fará na idade adulta tem muito a ver com a alimentação da mamã.

– O primeiro trimestre decorre com muitas alterações hormonais e adaptações corporais. Em cerca de 70% dos casos os sintomas podem condicionar a alimentação.
(Náuseas, vómitos, enjoos, azia, cansaço, sonolência, alterações do trânsito intestinal…)

– … sugiro que vejam o vídeo até ao final, nele têm várias dicas.

Quanto à Feira do Bebé, sugiro que dêem um pulo ao El Corte Ingles e também deixo o link para poderem ver os produtos:

https://primetag.com/r/mPpe0nE8x/3767503/

Vamos falar sobre mais uma fonte proteica vegetal?

A soja é uma leguminosa, já que, biologicamente, se enquadra na mesma família do feijão, do grão e da lentilha. No entanto, não se enquadra neste grupo da Roda dos Alimentos, pois a sua composição nutricional é significativamente diferente da das restantes leguminosas. Esta diferença refere-se especificamente às proteínas e gorduras, sendo que a soja fornece três vezes mais proteína e sessenta vezes mais gordura (gordura insaturada). Quanto ao teor de hidratos de carbono e fibra, esse, sim, é semelhante.

Vamos, então, ao teor proteico:

Para obtermos 20g de proteína por refeição, um valor tido como óptimo para a síntese de nassa muscular (o que existe em 80g de carne ou pescado cozinhado ou 3 ovos de tamanho M), devemos ingerir:

– 80g de soja cozinhada (exactamente a mesma quantidade que a de carne ou pescado)

– 240g das outras leguminosas cozinhadas

Façamos as nossas refeições vegetarianas de acordo com estes valores.

“As exceções fazem parte do equilíbrio até na cozinha de uma nutricionista. Ana Bravo recordou a sua avó paterna e preparou uma bola típica da Guarda cujos principais ingredientes são… açúcar e manteiga.” Este é o texto que a minha Sara Gerivaz escreveu para o nosso Canal Nutrição com ️Coração do Jornal de Noticias … De facto esta bola da minha avó Julieta traz-me as melhores memórias. E sim, a sua receita original é calórica, tradicional da Guarda, terra da minha avó, da família do meu pai e por isso também faz parte das Terras de mim! Fizemos uns pequenos ajustes na Cozinha com ️Coração – não se pode alterar muito o que é tão bom! – e o resultado está aqui.

Podem ver o vídeo completo clicando AQUI.

Ingredientes (4 pessoas)

1/2 kg massa fresca para pão de mistura (ou integral)
q.b. puré de maçã
q.b. canela em pó
q.b. creme vegetal
q.b. açúcar mascavado

Preparar doce de maçã utilizando maçãs maduras, em pedaços e pau de canela. retirar o pau de canela e passar com a varinha mágica (se desejar um puré mais fino). Deixar arrefecer antes de usar.
Programar o forno a 190 graus.
Dividir a massa em duas ou 3 partes. Estendê-las.
Colocar em camadas a massa, creme vegetal, açúcar, canela e puré de maçã.
Levar ao forno até cozer. (Cerca de 25 minutos).

Olá meus amores!

Eu e a equipa maravilha Nutrição com Coração

️ passámos o dia a viajar entre os tachos e temos coisinhas novas para vocês…

Para este fim de semana, deixo uma sugestão quentinha:

Noodles de bacalhau (1 pessoa)

– 120g línguas de bacalhau Riberalves
– 1 🥄 de sobremesa de azeite
– 1/2 🥄 de café de curcuma
– 1 🥄 de sobremesa de azeite
– 1 dente de alho picado
– 1/2 cebola roxa picada
– 60g noodles
– 1 chávena de legumes em pedaços

Descongelei as línguas de bacalhau.
Coloquei o azeite num tacho, o alho, a cebola e a curcuma. Deixei cozinhar em lume brando e, logo que a cebola amoleceu, juntei os legumes. Deixei cozinhar breves minutos acrescentando de seguida o bacalhau (se desejar pode cortá-lo em pedaços). Assim que alourou juntei água quente suficiente para cobrir os noodles que coloquei no tacho logo a seguir. Deixei cozinhar e servi bem quente.

Parece-vos bem?

E aqui está a terceira receita com grão-de-bico: uma pizza. A sua base foi preparada com esta leguminosa e tem mais proteína do que as bases de pizza convencionais, preparadas com trigo.

Podem variar muito a cobertura e conseguir pizzas que vão de encontro aos vossos gostos…

Aqui fica a receita:

 Precisam de

– 250g grão-de-bico cozido
– 2 🥄 de sopa de linhaça triturada
– 3 🥄 de sobremesa de azeite

– q.b. tomate
– 1 🥄 de sopa de azeite
– 2 dentes de alho
– 150g espinafres
– 2 🥄 de sopa de queijo ralado

 E vamos lá

Processei o grão-de-bico com 3 colheres de sobremesa de azeite e linhaça triturada. Reservei no frigorífico pelo menos 20 minutos antes de usar.
Programei o forno a 180 graus.
Num wok deitei o restante azeite, o alho picado e os espinafres em pedaços. Deixei cozinhar até ficarem a gosto.
Estendi a massa de grão sobre papel vegetal, dispus o tomate picado, polvilhei com queijo e levei ao forno até cozinhar (cerca de 25 minutos, ou até as bordas da massa começarem a corar).
Retirei do forno, dispus os espinafres e um pouco mais de tomate cru.

O que acham?