Author

Ana Bravo

Browsing

Olá, gente boa!

No Canal Nutrição com do Jornal de Noticias , esta semana, damos ferramentas para aprender a ler rótulos.

Os rótulos alimentares ajudam a fazer as escolhas mais adequadas às necessidades de cada um, mas há tantas informações obrigatórias que é fácil dispersar…

No Canal, no vídeo completo, podem ver algumas dicas práticas para aprender a ler um rótulo.

É tão simples! Deixo o link:

https://www.jn.pt/artes/especial/videos/ferramentas-para-aprender-a-ler-os-rotulos-dos-alimentos-13223995.html

Querem que deixe mais dicas escritas para vos facilitar no momento das escolhas no supermercado?

E o hortícola que entra na confecção destas barritas/bolinhos é…
O nabo!

O sabor nem se sente, assim como o do feijão… A mistura fica tão agradável e macia… É muito difícil adivinhar os ingredientes mesmo quando se prova. Assim, para quem não aprecia nabo, eis uma sugestão para comer com vontade!

Barritas ou Bolinhos de feijão e nabo
(8 porções)

– 1+1/2 chávena de feijão vermelho cozido
– 1/3 chávena nabo ralado
– 1/2 chávena de aveia em flocos
– 1/4 chávena de stevia (ou a gosto)
– 3 colheres de sopa de sopa de azeite
– 1 colher de sopa de vinagre de maçã
– 2 colheres de sopa de cacau em pó
– 1/2 chávena de chocolate (+70% cacau) picado

Programei o forno a 180 graus.
Processei o feijão com o azeite, o cacau e a stevia. Envolvi os restantes ingredientes e transferi a massa para uma forma forrada com papel vegetal.
Levei ao forno onde cozeu cerca de 25 minutos (não deve cozer demais).

O que acham?

Nesta fase em que encontramos uma nova realidade também no que respeita ao trabalho, faz sentido repensar a alimentação. Falo do teletrabalho e das longas horas que permanecemos em casa. Há uma despensa que nos chama muitas vezes, um frigorífico que não para de olhar para nós, vem aquele “ratinho” que todos conhecemos pedir algo para trincar. Revêem-se nisto? Eu confesso, acontece-me muitas vezes.

Claramente estruturar um dia alimentar é fundamental, de forma a não comermos o que queremos, respondendo às vontades que vão surgindo. Perdemo-nos nesse petiscar e muitas vezes sucumbimos a tentações pouco interessantes sob o ponto de vista nutricional e com uma densidade calórica elevada. Ter consciência alimentar é uma ferramenta para a vida! 

Além de um pequeno-almoço completo e de refeições principais feitas a horas, também as merendas são muito importantes para o bom funcionamento do nosso sistema digestivo e também para podermos controlar a vontade de comer. Não as fazer leva muitas vezes ao descontrolo alimentar. Já sentiu que, se passar longas horas sem comer, fica com a sensação de que devoraria tudo? O tal ratinho, que aparece sem avisar…

Faz sentido prepararmo-nos para esses momentos em que queremos fazer uma pausa e trincar algo. Desde logo é inteligente não ter opções alimentares pouco interessantes em casa. O que podemos ter para esses momentos?

  • fruta
  • sementes maiores, como de girassol e/ou abóbora
  • frutos oleaginosos como amêndoas e avelãs (idealmente com pele, têm mais fibra e tornam-se mais saciantes, além de terem mais antioxidantes; cuidado com o valor calórico, são ricos em gordura – no geral um punhado será o indicado)
  • tremoços (preferencialmente bem lavados para tirar o excesso de sal)
  • tortilhas de milho ou de arroz (idealmente com baixo teor de sal)
  • flocos de milho (sem adição de açúcar)
  • iogurte natural com canela ou cacau

E agora a novidade: descobri os snacks de fruta semi-desidratada Truppi e fiquei fã. A fruta é tropical, biológica e deliciosa, e com a consistência e volume necessários para saciar o apetite: há de manga, ananás e pitaia. Às vezes, e em especial em tele-trabalho, não temos vontade ou oportunidade de descascar fruta e esta é uma opção prática para mantermos a nossa dieta rica numa das componentes mais importantes. Não é um substituto integral da fruta fresca, mas é nutricionalmente muito interessante e a solução mais próxima: trata-se de fruta biológica, apenas, sem nada adicionado, à qual foi apenas retirada uma parte da água. É diferente da fruta desidratada, sendo a desidratação apenas parcial, pelo que tem mais volume e também aroma, sabor e a tal textura muito diferentes. Mantém fibra e muitas das vitaminas e minerais. E acalmam o “ratinho”! Costumo encomendar online e as entregas são rápidas e os portes grátis


Truppi – https://www.truppi.pt/

Booooom dia!! 

E logo cedinho, deixo uma sugestão para prepararem neste fim de semana em que vamos ficar em casa. Se faltar algum ingrediente, ainda têm a manhã para o conseguir.

—- Bacalhau com castanhas —-
(1 pessoa)

– 180g lombo bacalhau Riberalves
– 6 castanhas congeladas (podem usar mais!)
– 1/2 chávena couves de bruxelas
– 1/2 chávena tomate cereja
– 1/2 cebola
– 1 dente de alho
– 1 colher de sopa de azeite
– 1 colher de chá de paprika
– q.b. azeitonas (para servir)

Descongelei o bacalhau.
Cozi as castanhas e as couves de bruxelas, escorri e reservei.
Programei o forno a 180 graus.
Dispus a cebola cortada em meias luas e o alho em rodelas numa assadeira. Por cima coloquei o bacalhau, as castanhas, as couves de bruxelas e os tomates. Polvilhei o bacalhau com a paprika. Coloquei o azeite mesmo antes de levar ao forno, cerca de 25 minutos (ou até o bacalhau e os tomates estarem cozinhados).
Servi com algumas azeitonas e mais tomates mini.

Agrada-vos?

Bom fim de semana! 

Hoje deixamos DICAS PARA REDUZIR A QUANTIDADE DE GORDURA NOS COZINHADOS, no Canal Nutrição com Coração do Jornal de Notícias.

A alimentação saudável não se esgota nos cozidos e grelhados. Tome nota de algumas dicas para reduzir a quantidade de gordura em assados ou estufados e tornar as suas confeções mais equilibradas.

Podem ver tuuuuuuuudinho no vídeo completo, deixo o link para ele no story, de qualquer forma podem sempre procurar directamente o canal, até porque tem muuuuuuuuitos temas interessantes.

Procurem por “Nutrição com Coração Jornal de Notícias”.

https://www.jn.pt/artes/especial/videos/dicas-para-regular-a-quantidade-de-gordura-nos-cozinhados-13195193.html

Vocês escolheram o chocolate e nós preparámos este miminho bom!

Sei que a hora não é a melhor para vos mostrar estas preciosidades, mas estou tão feliz com o resultado que não aguento esperar por amanhã para partilhar convosco!

Então aqui vai:

— Crepes de milho com chocolate —

Para 4 a 6 unidades precisamos de:

– 200ml bebida vegetal (ou leite) + 2 a 3 colheres de sopa
– 2 claras de ovo
– 1 colher de sopa de azeite
– 100g farinha de milho fina
– 25g farinha de aveia
– 1 colher café (rasa) curcuma
– 1 pitada de canela (opcional)
– 100g chocolate Jubileu 70% cacau
– q.b. fruta
– q.b.” iogurte” de soja

E mãos na massa!

Preparei a massa dos crepes misturando as claras com os 200ml de bebida vegetal, as farinhas, a curcuma e a canela.
Cozinhei porções desta massa numa frigideira antiaderente, de ambos os lados.
O molho de @chocolatesjubileu não podia ser mais simples! Basta derreter o chocolate com um pouco de bebida vegetal (para que fique com a consistência de um molho espesso). E é de babar…
Servi os crepes com fruta, lascas de coco, iogurte e o molho de chocolate.

Um miminho de fim de semana com conta, peso e medida. O que acham?