Tag

tofu

Browsing

Este empadão é digno de um dia de festa, em que a mesa tem que estar perfeita e o sabor também!

 

Empadão de beterraba (3 pessoas)

150g tofu
4 colheres de sopa de grão-de-bico cozido
1 cebola
1 dente de alho
1/2 pimento vermelho
1 colher de sopa de azeite
q.b. noz moscada
q.b. tomilho
beterraba
1 taça de couve flor cozida, em pedaços
q.b. salsa
Programei o forno a 180 graus.
Cozi a beterraba, com a casca.
Coloquei o azeite num wok juntamente com a cebola e o alho cortados em rodelas finas. Adicionei o pimento cortado em tiras e levei ao lume, sempre baixo. Deixei cozinhar, cerca de 10 minutos, adicionei o tofu cortado em cubos e temperei com tomilho. Cozinhou até o tofu ficar a gosto e, antes de desligar envolvi o grão-de-bico.
Entretanto, descasquei e cortei a beterraba em pedaços e transformei-a em puré juntamente com a couve-flor. Temperei com noz moscada.
Forrei uma forma com papel vegetal e dispus 3 camadas: uma de puré, no meio a mistura de tofu e, por cima, o restante puré.
Levei ao forno cerca de 25 minutos. Retirei e, depois de arrefecer ligeiramente, desenformei e servi polvilhado com salsa picada.

A mãe Bravo não falha, eis a receita  exactamente como me ditou:

“Cebola, louro, alho… Ana, escreve: bastante cebola às rodelas: uma camada. Mais uma camada de batatas, também às rodelas, depois uma de tomate fresco partidinho aos cubinhos. [Dois “inhos” na mesma frase, que maravilha!] Entra o tofu esfarelado, outra camada de cebola e outra de batata. Quem gostar pode pôr pimentos de várias cores. Rega-se bem com azeite [agora já diz esta parte sem falar mais baixinho, só me olha com aquele ar de mãe reguila com olhos de amor] e deixa-se cozinhar lentamente, agitando o tacho para não pegar. Quando começar a ferver passar para o mínimo é cozinha sempre assim, em lume brando.”

É um amor esta mãe Bravo e a sua cozinha saudável e feliz, não é?

Já cá faltava mais uma receita vegan  da mãe Bravo, descrita ao seu jeitinho, entre o mimo e o brilho de quem cozinha com o bendito do Amor:

Fatia-se o tofu e deixa-se a marinar com antecedência (ou até durante a noite anterior): tempera-se com alho, folhas de louro partidas aos bocadinhos e rega-se com limão e um fiozinho de azeite. Pronto, não vamos discutir a questão do azeite. – é engraçado o jeitinho de criança com que a mãe Bravo fala deste tema comigo. E retoma o tom anterior sem demora: Continuando, fica assim pelo menos 2 horas. Entretanto prepara-se o arroz: cebolinha picada, azeite e uma folhinha de louro a fritar. [Porque gostam as mães tanto dos “inhos”?] Ops, não é a fritar, tu sabes, só assim a alourar ligeiramente, até só deixo até a cebola ficar translúcida! Não olhes assim para mim, tu bem vês.
– diz a princesa com olhinhos cor de avelã. E continua: acrescenta-se a cenoura às rodelas e a couve cegada grosseiramente (não é assim como a do caldo verde, sabes? É em pedaços maiores). Mexe-se é deixa-se evaporar um pouco a água dos legumes. Então acrescenta-se o arroz : se for carolino, 1,5 chávenas de água para 1 de arroz. Água quente. Isso é muito importante senão “encrua” o arroz. Enquanto o arroz coze, escorre-se bem o tofu e grelha-se numa frigideira anti-aderente, sem gordura. Claro que fica mais douradinho com um nadinha de azeite, mas pronto. – parece resignação mas ainda tenta mais uma vez: Deixa-te lá de exageros, ó transmontana da nutrição. – e eu acho-lhe graça e como, aliás delicio-me com a sua comidinha!

Vai uma garfada? Aliás, uma garfadinha? 

Chegar a casa e ter um jantar antecipado, com vista de árvores e colinho de mãe, é tãaaaaaaaaaaao bom!

Hoje a minha Bravo preparou tofu com batatinhas e tomates assados, acompanhado com esparregado.

Pedi a receita e a mãe diz que é muito simples – claaaaaro, olha se não dissesse!

– algum tempo antes deixa-se o tofu a marinar (já cortado em fatias) em bastante limão, alho e salsa
– coloca-se, juntamente com as batatas cortadas em pequenos quadrados e com os tomate cherry inteiros ou cortados em metades, no tabuleiro que vai ao forno
– junta-se alho, azeite e louro
– vai ao forno e junta-se o toque aromático final, da salsa fresca

E nhami nhami!
O que acham de mais esta receita vegan da Mãe Bravo?


Para festejar o São João, o Canal Nutrição com Coração do Jornal de Notícias propõe esta receita , com tofu e pimentos. É deliciosa!

Veja o vídeo completo clicando AQUI.

Ingredientes:

200g tofu

q.b. sumo de limão

1 dente de alho picado

q.b. paprika

2 colheres de sopa de azeite

1/2 pimento verde

1/2 pimento vermelho

2 cebolas em rodelas finas

q.b. broa de milho

Cortei o tofu em fatias e marinei em sumo de limão e alho picado. Deixar na marinada pelo menos 30 minutos.

Aqueci o azeite numa frigideira, coloquei a cebola e os pimentos cortados em pedaços, paprika e deixei cozinhar em lume brando até começarem a amolecer.

Adicionei o tofu e deixei cozinhar a gosto.Servir em fatias de broa.

Deixo aqui esta receita que tem tanto de simples como de sabor. Satisfaz 3 pessoas!

350g tofu

300g batatas pequenas (para assar)

q.b. folhas de louro

q.b. salsa

q.b. sumo de limão

1 cebola

1 tomate

2 dentes de alho

2 colheres de sopa de azeite

Temperei o tofu (já fatiado) com sumo de limão, alho, louro e salsa a gosto, deixei marinar enquanto o forno, que programei a 180 graus, aquecia.

Lavei as batatas (podem-se descascar).

Num tabuleiro, coloquei uma cama de cebola e tomate em rodelas, salsa e, por cima, o tofu junto com a marinada. As batatas dispus à volta.

Por cima, um fio de azeite e mais algumas folhas de louro e salsa.

Assou cerca de 40 minutos (ou até estar a gosto).