Tag

receitas simples

Browsing

Bom dia!

Aqui ficam mais 4 propostas de lanches para prepararem e saborearem com menos de 200 kcal.

Espero que gostem…

Cogumelos no wok
150g cogumelos frescos
1 colher de sobremesa de azeite
q.b. salsa picada
q.b. malagueta (opcional)
20g cubos pão torrado
Limpei os cogumelos, cortei-os a gosto e coloquei-os numa frigideira antiaderente pré-aquecida.
Os cogumelos cozinharam até libertarem toda a água. Nesse momento envolvi a salsa, a malagueta e o azeite.
Servi com os cubos de pão.
Tortilhas de arroz com guacamole
2 tortilhas de arroz (sem sal)
2 colheres de sopa de guacamole
2 tomates cereja em rodelas
Guacamole:
1 abacate
1 colher de sobremesa de azeite
1 colher de sopa de sumo de limão
1 chalota 1/2 dente de alho
Processar tudo e guardar num frasco de vidro, no frigorífico (até 2 dias)
Pão com queijo fresco
1 fatia (70g) pão de milho
1 queijo fresco magro (60g)
Grão no forno com ervas e limão
100g grão-de-bico cozido
1/2 limão
1/2 colher de chá de paprika
1/2 colher de chá de curcuma
Programei o forno a 190 graus.
Envolvi o grão com o sumo e a raspa de limão e com as especiarias.
Dispus num tabuleiro forrado com papel vegetal e levei ao forno até tostar (cerca de 20 minutos).

E sai um Pão Sem Glúten de Bacalhau e Salsa!

http://youtu.be/dib2Z-qklkk

A receita que vos deixo tem as quantidades para 1 pessoa, é claro que tem sempre muito mais graça partilhar…

Ingredientes (1 unidade):
– 80g Bacalhau Riberalves desfiado
– 1 ovo
– 1 colher de sobremesa de azeite
– 3 colheres de sopa de farinha sem glúten autolevedante
– 1 colher de sopa de cebola picada
– 1 colher de sopa de azeitonas pretas picadas
– 1 colher de sopa de salsa picada
– 1 colher de café de curcuma

Programa-se o forno a 180 graus.
Numa taça mistura-se o ovo com o azeite e a curcuma. Bate-se ligeiramente e depois envolve-se a cebola, as azeitonas, a farinha, o bacalhau e por fim, a salsa.
Transfere-se o preparado para uma forma pequena de fundo amovível, forrada com papel vegetal e leva-se ao forno, onde cozinha cerca de 30 minutos (basta fazer o teste do palito para ver se está pronto).
Pode servir morno ou frio.

O que acham? Vão experimentar?

Booooooooooom dia!
Bom dia. Booom dia!

Aqui está um sol lindo, que vou tentar aproveitar. Hoje trabalho e estou com uma crise de coluna daquelas, mas faço as coisas devagarinho e sei que terei um dia mais feliz.

Quis publicar este episódio do Canal Nutrição com Coração do Jornal de Noticias porque o fim de semana também tem tempo para miminhos no sofá e partilha de coisas boas. Incluindo comida, claro! A comida faz parte dos cenários mais felizes. Verdade?

Deixo então a receita de pipocas originais. Cá em casa são um sucesso!

Ingredientes:

– milho para pipocas, as vedetas!

– chocolate em pó, que faz sempre um brilharete

– para o pesto:
Azeite – 1 colher de sopa
Rúcula – 50g
Parmesão – 20g
Cajus – 30g
Alho (opcional)

Vamos às vedetas:
Coloque duas colheres de milho e três colheres de água num tacho e deixe cozinhar em lume brando. O melhor é mesmo tapar a panela. Espere que o milho faça acrobacias para se transformar em pipocas. Quando deixar de ouvir o som dessas acrobacias, pode desligar o fogão e espreitar. Como diz a minha sobrinha: o milho veste-se de noiva.

[Em vez do tacho, pode preparar as noivas no microondas com uma película ou tampa própria entre cinco a 10 minutos.]

Quando as primeiras pipocas estiverem prontas, passe-as para uma taça bonita e polvilhe com o chocolate em pó. Também pode usar canela.

Para o pesto:
Junte o azeite, a rúcula, os cajus, o parmesão e o alho num processador.
Triture e vá juntando água até obter a consistência de que gosta.

O pesto pode servir apenas como molho ou pode ser envolvido com o milho cru antes de ir ao tacho.

Conselho: se vai namorar, dispense o alho.

Eu e a Kiki comíamos pipocas salgadas misturadas com doces: a Kiki gosta com sal e eu com açúcar. Mas isso era quando não tínhamos consciência alimentar, agora usamos as receitas que vos dei ou comemos pipocas simples. O crocante dá metade do prazer. A partilha, a outra metade!

Prometem que vão dar o vosso melhor para terem um dia feliz?

Assistam ao vídeo clicando no link: Pipocas doces e salgadas para petiscar nos ″dias de sofá″ (jn.pt)

Com o início do ano vêm as novas resoluções, muitas delas associadas à qualidade de vida. No que respeita à alimentação, muitas pessoas procuram receitas com menos calorias para recuperar dos excessos das festas. Para começar o ano deixo a sugestão de 5 receitas que servirão como inspiração de refeições e snacks de baixo valor calórico, saudáveis e saciantes.

Palitos de grão e azeitona (8 a 12 unidades)
250g grão-de-bico cozido
2 colheres de sopa de linhaça triturada
3 colheres de sopa de azeitonas pretas picadas
1 colher de sobremesa de salsa seca
1 colher de café de noz moscada
1/2 colher de café de curcuma
q.b. sementes de sésamo (opcional)

Programei o forno a 180 graus.
Processei o grão-de-bico até obter uma pasta, então transferi para uma taça e envolvi os restantes ingredientes.
Formei palitos que distribuí num tabuleiro forrado com papel vegetal. Polvilhei com sementes de sésamo (opcional).
Levei ao forno cerca de 20 minutos (ou até estarem cozinhados).

Nesta receita a principal fonte de hidratos de carbono é também a de proteína vegetal: o grão-de-bico.

Bolachas de arandos (8 a 10 unidades)
2 colheres de sopa de arandos secos
1 clara de ovo (ou 1 colher de sopa de aquafaba)
1 colher de sopa de adoçante em pó
6 colheres de sopa de farelo de aveia
1 colher de sopa de linhaça triturada
1 colher de sopa de” iogurte” de soja ou natural magro
1 colher de chá de fermento

Programei o forno a 180 graus.
Piquei os arandos, coloquei-os numa taça e misturei os restantes ingredientes (se a massa ficar muito húmida adicione um pouco mais de farelo).
Formei bolinhas com as mãos, que distribuí num tabuleiro forrado com papel vegetal. Com um garfo pressionei as bolinhas de modo a ficarem espalmadas, com formato arredondado.
Levei ao forno cerca de 20 minutos (ou até estarem cozidas).

Estas bolachas têm os hidratos de carbono sobretudo vindos dos arandos, proteína na clara de ovo e no iogurte e muita fibra. Têm ainda gorduras benéficas. São muito saciantes.

Smoothie (1 copo)
1/2 chávena morangos congelados
1/3 chávena framboesas
1/2 chávena abacaxi em cubos
1 colher de sopa de linhaça triturada
1/2 chávena “iogurte” de soja ou natural magro
q.b. hortelã (opcional)
Spirulina e curcuma – opcional

Processei todos os ingredientes e servi de imediato.

Pode usar a fruta que tiver em casa. O iogurte dá proteína, se usar a versão vegetal pode acrescentar proteína vegetal como de arroz ou de cânhamo. Nesta mistura terá proteína e fibra, uma mistura muito saciante.

Pizza com base de couve flor – low carb
1 couve flor
1 clara de ovo (ou 1 colher de sopa de aquafaba)
q.b. ervas a gosto
2 colheres de sopa de queijo magro ralado
2 colheres de sopa de ricota

Programei o forno a 190 graus
Lavei a couve flor, cortei-a em pedaços e processei-a até obter uma massa homogénea que tansferi para um pano de cozinha limpo e apertando-o bem, retirei o excesso de líquido.
Numa taça misturei a couve flor com a clara, o queijo e as ervas.
Coloquei esta massa num tabuleiro forrado com papel vegetal, espalhando de modo a obter uma superfície lisa com espessura uniforme.
Levei ao forno cerca de 10 minutos (ou até estar cozinhada).

Nesta altura pode usar um topping a gosto e de acordo com o que tem no frigorífico (usei uma mistura de kale, pimento amarelo, tomate cherry, cebola roxa e cogumelos). Convém ter uma fonte proteica no topping, mesmo tendo-a já na base, através do queijo e da clara de ovo.

“Arroz” de brócolos com almôndegas de soja – low carb
1 brócolos ralado
2 dentes de alho picado
1 cebola picada
2 colheres de sopa de azeite
1 chávena de soja em granulada
1 colher de chá de curcuma
1 colher de chá de noz moscada
q.b. ervas a gosto
q.b. sumo de limão
q.b. molho de tomate (preparei com tomate, cebola e manjericão)

Para preparar as almôndegas comecei por colocar a soja numa taça com água a ferver. Escorri muito bem e espremi com as mãos de forma a retirar o excesso de água.
Num tacho coloquei uma colher de sopa de azeite, 1 dente de alho picado, meia cebola picada, a curcuma e a noz moscada. Levei ao lume e logo que a cebola ficou translúcida, envolvi a soja. Deixei cozinhar uns minutos, envolvi algumas gotas de sumo de limão e desliguei.
Depois de arrefecer misturei salsa picada e duas colheres de sopa de farinha de aveia. Formei as almôndegas, que cozinhei no molho de tomate.
Entretanto preparei o “arroz” levando ao lume num tacho o restante azeite, alho e cebola picados. Adicionei os brócolos, ervas frescas e deixei cozinhar até ficarem a gosto.

Pode encontrar todos os ingredientes em: https://elcorteingles.primel.ink/r/ZnAQZvWby/3961571/

Sabiam que o bacalhau cozinha em muito pouco tempo? É verdade, temperatura e tempo a mais fazem perder em textura, sabor e também nutrientes.

Aliando este facto à sua versatilidade na cozinha, basta usar a sua criatividade e receitas únicas e saborosas não vão faltar!

Relembro algumas que preparámos com Bacalhau Riberalves:

 Pão de bacalhau e curcuma

 Quiche de bacalhau

 Bacalhau de tomatada