Tag

nutrição

Browsing

Não um “tem que ser” mas um “vou fazer com amor”.

Falava acerca de cozinhar, hoje, em directo, na conversa Público Ímpar . A Bárbara Wong reuniu convidados ligados à saúde para falar sobre as resoluções de ano novo.

O que eu acho? Que é preciso mudar comportamentos, antes de querer conhecer com rigor os nutrientes. Não faz sentido sermos reféns de regras alimentares mas sim, em primeiro lugar, sentir o acto de comer como um acto de amor.

O link para a conversa está no online do Público e eu deixo-o aqui:

https://www.publico.pt/aovivo/detalhe/ano-novo-vida-nova-338

“Nutrição com – Equilíbrio Interior Para Uma Alimentação Saudável” JÁ ESTÁ NAS LIVRARIAS E ONLINE!

Depois de 6 livros cujo objetivo foi essencialmente a alimentação, este novo livro foca-se, antes de mais, em pessoas. Todos somos parecidos num sem número de factores, desde as necessidades mais básicas aos processos que nos mantêm vivos. E no meio de tal semelhança, é ainda muito o que nos diferencia e nos torna únicos. Cada pessoa tem um universo próprio, singular, ímpar. Constato-o enquanto nutricionista, observando os meus pacientes e sinto-o na pele enquanto mulher. Se em todos os outros livros fez sentido partilhar a minha experiência como nutricionista, neste, saio na minha zona de conforto e partilho um pouco, também, a experiência da pessoa, sem bata.
Pensei muito antes de escrever mais um livro e tornou-se muito claro que só fazia sentido fazê-lo se com ele pudesse ensinar as pessoas a gostarem mais delas próprias antes de iniciarem qualquer plano alimentar e, logo depois, a gostarem da sua relação com a comida e da comida em si. Importa identificar padrões comportamentais e “fragilidades”. Gostava que as pessoas percebessem que a alimentação não é um fim, mas sim um princípio constante e por isso só deve desencadear emoções boas. 
Nesta realidade em que reinam as regras e a disciplina, a necessidade de ser perfeito ou de se mostrar que é, fica pouco espaço para tal, para nos amarmos puramente e também para voltar a gostar da comida, a comidinha boa, a “comida saudável e feliz” de que tanto falo. A consciência alimentar é urgente, sim, mas não este fundamentalismo que torna as pessoas escravas. Esquecemo-nos de nós e é nesse caminho que pretendo ajudar.
ACOMPANHAM-ME?

Podem clicar nas opções em baixo para saberem mais…

RTP

TVI

NIT

JN

Sapo Lifestyle

PÚBLICO

No dia 10 terminei a tarde com uma conversa cheia de boa disposição com estas pessoas lindas (que estão comigo na foto em cima), Joana Cruz, Daniel Fontoura e Rodrigo Gomes, no WI-FI da RFM.

Falamos do meu livro novo, claro. Falámos do Cantinho das Aromáticas porque o Daniel é daquela zona. Falámos e sorrimos. É tão bom partilhar momentos comprazias com sorrisos grandes!

Obrigada.