Tag

educação alimentar

Browsing

O Francisco é alguém que chega a qualquer sítio e conquista sorrisos facilmente. Agradeço-lhe por me ter procurado para ser sua nutricionista. Dou-lhe os parabéns por, de forma sustentada e muito equilibrada, se ter dado o tempo de que precisava para perder 24Kg. O objectivo é perder mais, sempre com o foco na educação alimentar, que faz com que mantenhamos bons hábitos e assim, também o peso, por muito tempo, idealmente ao longo da vida.

“É um percurso longo e contínuo, as dificuldades existem e não são fáceis de superar, mas tal como tudo na vida, o esforço compensa! O acompanhamento da Dra.Ana é crucial e sem dúvida inspirador, o meu caminho ainda não está completo mas já deixei alguns “pesos” para trás, que me permitem continuar esta caminha ainda com mais perseverança.” – Diz o Francisco.

Continuaremos juntos!
Parabéns a mais um BRAVO.

Li atentamente esta notícia, que relata a história de alguém cujo objetivo era ser a mulher mais gorda do mundo. Num vídeo associado à notícia dá-se conta de todo o contexto em que esta história se desenrola.
A meu ver, desprovida de qualquer consciência racional dos perigos para a saúde que esse mesmo objetivo acarreta, a senhora embarcou numa “cruzada”, apoiada e encorajada pelo namorado, criticada, mas “apoiada” pela mãe e aceite ainda por um irmão. Para todos eles a razão maior para estas atitudes é que a pessoa em causa deve é seguir os seus desejos e vontades e aquilo que a deixa feliz. O grau de importância dado à saúde e qualidade de vida é assustadoramente inexistente.
É importante, numa investida de educação alimentar e promoção de saúde, que todos os elementos envolvidos direta ou indiretamente em casos de obesidade como este, sejam responsáveis no processo, para que de uma forma global e completa, não fiquem “pontas soltas” que possam impedir a prossecução de um objetivo nobre de conferir saúde e ausência de doença a todos os seres humanos.
Veja a notícia na íntegra aqui.