Tag

castanhas

Browsing

Booooom dia!! 

E logo cedinho, deixo uma sugestão para prepararem neste fim de semana em que vamos ficar em casa. Se faltar algum ingrediente, ainda têm a manhã para o conseguir.

—- Bacalhau com castanhas —-
(1 pessoa)

– 180g lombo bacalhau Riberalves
– 6 castanhas congeladas (podem usar mais!)
– 1/2 chávena couves de bruxelas
– 1/2 chávena tomate cereja
– 1/2 cebola
– 1 dente de alho
– 1 colher de sopa de azeite
– 1 colher de chá de paprika
– q.b. azeitonas (para servir)

Descongelei o bacalhau.
Cozi as castanhas e as couves de bruxelas, escorri e reservei.
Programei o forno a 180 graus.
Dispus a cebola cortada em meias luas e o alho em rodelas numa assadeira. Por cima coloquei o bacalhau, as castanhas, as couves de bruxelas e os tomates. Polvilhei o bacalhau com a paprika. Coloquei o azeite mesmo antes de levar ao forno, cerca de 25 minutos (ou até o bacalhau e os tomates estarem cozinhados).
Servi com algumas azeitonas e mais tomates mini.

Agrada-vos?

Bom fim de semana! 

E porque o S. Martinho está aí mesmo à porta, aqui fica a tão esperada receita de

— Bolinhos de castanhas com recheio de marmelada —

Os Ingredientes são toooooooooodos do Bio & Natural , encontram no supermercado do El Corte Ingles.

(4 unidades)

 1 chávena de castanhas cozidas em “farinha”

 1 🥄 de sopa de azeite

 1 🥄 de sopa de linhaça triturada

 5 🥄 de sopa de água

 3 a 5 🥄 de sopa de farinha de aveia (ou de arroz)

 4 🥄 de chá de marmelada

Hidratei a linhaça durante pelo menos 15 minutos.
Depois de cozer e descascar as castanhas, coloquei-as num processador até obter uma textura de “farinha”.
Numa taça misturei a “farinha” de castanha com a linhaça hidratada, o azeite e a (verdadeira) farinha. A massa deve ficar maleável e não “colar” nas mãos.
Dividi a massa em quatro partes iguais. Estendi, recheei com marmelada (de preferência caseira e preparada sem açúcar). Formei bolinhos de modo a “selar” o recheio no interior e cozinhei-os numa frigideira antiaderente, de ambos os lados, em lume brando (demora cerca de 15 minutos).

Aqui na casa da Cozinha com Coração️ o S. Martinho bateu à porta e às janelas bem mais cedo e não posso dizer que tem sido uma barrigada de castanhas porque sou nutricionista e não me fica bem, mas a verdade é que eu e a equipa já comemos umas dezenas!

E aí, o S. Martinho já bateu?

Vejam os ingredientes em: https://primetag.com/r/EOZbOb7ep/3801020/


Hoje acordei a pensar que gostavam que hoje vos falasse mais de CASTANHAS. Estou certa?

Sim, sim… Porque todos gostamos muito de castanhas, mas chega a hora de as descascar e passamos a tarefa à mãe, ou ao namorado, ou convencemos a sobrinha que é um jogo giro. Naaaaaaa! Vamos lá tornar isto mais simples. Deixo-vos dicas para descascar as castanhas mais facilmente:

– colocando-as em água fria ainda cruas uns 10 minutos antes de as cozinhar

– congelando-as ainda cruas

– colocando-as numa taça “forrada” com uma folha de couve e “abafando-as”, depois de as cozinhar

E agora, querem a receita?

Ingredientes (2 pessoas)
1/2 chávena de castanhas cozidas, picadas

1 colher de sopa de azeite

2 dentes de alho picados

1 cenoura picada

1 chávena feijão verde em pedaços

100g espinafres

1 colher de café de vinagre


Coloquei num tacho o azeite, o alho, a cenoura e o feijão verde. Deixei cozinhar em lume brando breves minutos (se gostar dos legumes mais cozinhados, pode cozê-los previamente).

Adicionei os espinafres, as castanhas e cozinhou mais algum tempo até os espinafres estarem prontos.

Antes de desligar, envolvi o vinagre.

Antes falámos do coco e do abacate, por não estarem no grupo da fruta, na Roda dos Alimentos. Estas “excepções à Roda” são alimentos que têm características nutricionais bastante diferentes dos outros da mesma família biológica. Também as castanhas são excepção, ou seja, são um fruto, sim, mas um fruto amiláceo, ou seja, contêm essencialmente um hidrato de carbono complexo: o amido. Os outros frutos contêm um teor inferior de hidratos de carbono e estão, sobretudo, presentes sob a forma de açúcares simples, como a frutose e a glicose. Também encontramos amido, por exemplo, nos cereais, que pertencem ao grupo da Roda designado «Cereais e derivados, tubérculos». Assim, as castanhas enquadram-se neste grupo e não no grupo da fruta.

Agora vamos aos equivalentes!

– 76g (não vos digo quantas são porque depende muito do tamanho, sugiro que pesem para terem uma ideia) de castanhas tem tantos hidratos de carbono (30g) como 1 pão comum (de 56g)

– esta quantidade fornece 120kcal

– também podem usar numa refeição principal, em que as mesmas 76g de castanhas correspondem a 156g de batata, ou seja, 2 batatas médias (do tamanho de 1 ovo de galinha)

E agora, querem receitinhas com castanhas?

Boooooom dia, sorrisos lindos!

E esta é das últimas receitas que preparo com as castanhas que trouxe de Trás-os-Montes. Sei que aguça o apetite logo de manhã… Preparei ontem à tarde e não queria deixar de partilhar convosco esta sugestão para um momento especial. Guardem nos vossos lembretes para o próximo fim-de-semana!

Ingredientes (4 pessoas)

250 g castanhas cozidas, descascadas

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de chá de fermento

q.b. stevia

3 ovos

q.b. erva doce

120 ml bebida de aveia

80g chocolate +70% cacau (se desejar uma versão sem glúten e sem lactose, escolha o chocolate adequado)

Preparação
Esmaguei as castanhas (previamente cozidas com erva doce a gosto e descascadas) com um garfo.
Bati as claras em castelo. Noutro recipientes bati as gemas com o azeite, o puré de castanha e bati mais um pouco. Adocei a gosto com stevia e envolvi o fermento e as claras. Levei ao forno, a 180 graus cerca de 25 minutos (ou até o palito sair limpo). Entretanto aqueci a bebida vegetal (sem ferver). Quando estava bem quente envolvi o chocolate e mexi até derreter. Deixei arrefecer um pouco antes de cobrir o bolo.

As castanhas não saem do meu pensamento. Aguçam os meus sentidos e despertam-me várias vezes por dia. Gritam o meu nome. Entendem-me? Pois eu procuro respeitar-me o mais possível e o prazer de comer faz parte desse respeito, num acto de me cuidar, de me mimar. Só sou feliz onde há comidinha boa e hoje sou feliz nesta Cozinha com Coração onde o cheirinho a PÃO DE CASTANHA dança em cada pedacinho de ar.

Vejam todos os ingredientes AQUI.

Ingredientes

100 g farinha de trigo integral

80 g farinha de milho

50 g linhaça triturada

100 g castanhas

200 ml água de cozer castanhas

q.b. erva doce

10 g fermento padeiro


Comecei por cozer as castanhas com erva doce a gosto, em água suficiente para no final reservar 200 ml. Coei a água e reservei os 200 ml. Descasquei as castanhas e piquei-as. Dissolvi o fermento na água de cozer as castanhas, já morna. Numa taça misturei as farinhas com a linhaça, juntei a água com o fermento e amassei bem (a massa deve ficar maleável, poderá ter que ajustar com mais farinha ou mais água). Deixei levedar até dobrar de volume (demora entre 1 e 2 horas). Nessa altura envolvi as castanhas picadas, dei forma ao pão e deixei levedar mais 30 minutos antes de levar ao forno, pré-aquecido a 180 graus, onde cozinhou cerca de 40 minutos (ou até ficar dourado).