Category

Almoço e Jantar

Category


Hoje acordei a pensar que gostavam que hoje vos falasse mais de CASTANHAS. Estou certa?

Sim, sim… Porque todos gostamos muito de castanhas, mas chega a hora de as descascar e passamos a tarefa à mãe, ou ao namorado, ou convencemos a sobrinha que é um jogo giro. Naaaaaaa! Vamos lá tornar isto mais simples. Deixo-vos dicas para descascar as castanhas mais facilmente:

– colocando-as em água fria ainda cruas uns 10 minutos antes de as cozinhar

– congelando-as ainda cruas

– colocando-as numa taça “forrada” com uma folha de couve e “abafando-as”, depois de as cozinhar

E agora, querem a receita?

Ingredientes (2 pessoas)
1/2 chávena de castanhas cozidas, picadas

1 colher de sopa de azeite

2 dentes de alho picados

1 cenoura picada

1 chávena feijão verde em pedaços

100g espinafres

1 colher de café de vinagre


Coloquei num tacho o azeite, o alho, a cenoura e o feijão verde. Deixei cozinhar em lume brando breves minutos (se gostar dos legumes mais cozinhados, pode cozê-los previamente).

Adicionei os espinafres, as castanhas e cozinhou mais algum tempo até os espinafres estarem prontos.

Antes de desligar, envolvi o vinagre.

Ontem acabei por me perder no tempo e esqueci-me de publicar o jantar. Sei que está na hora do pequeno-almoço, mas não é por isso que deixo de o partilhar.

Ingredientes (2 pessoas)

250g línguas de bacalhau Riberalves

1/2 chávena trigo sarraceno

1/2 cebola roxa

1 dente de alho

1 folha de louro

1 colher de sopa de azeite

1 chávena de feijão verde em pedaços

1 tomate picado

q.b. salsa

q.b. tomate mini para servir


Coloquei o azeite, a cebola, o alho e o louro num tacho. Deixei cozinhar em lume brando, até a cebola murchar.

Nessa altura adicionei o tomate, seguido das línguas de bacalhau e do feijão verde. Depois de cozinhar breves minutos, juntei o trigo sarraceno e o dobro da água.

Cozinhou em lume brando até todo o líquido evaporar. Rejeitei a folha de louro e servi com tomate mini e salsa picada.

Olá meus amores!

Eu e a equipa maravilha Nutrição com Coração

️ passámos o dia a viajar entre os tachos e temos coisinhas novas para vocês…

Para este fim de semana, deixo uma sugestão quentinha:

Noodles de bacalhau (1 pessoa)

– 120g línguas de bacalhau Riberalves
– 1 🥄 de sobremesa de azeite
– 1/2 🥄 de café de curcuma
– 1 🥄 de sobremesa de azeite
– 1 dente de alho picado
– 1/2 cebola roxa picada
– 60g noodles
– 1 chávena de legumes em pedaços

Descongelei as línguas de bacalhau.
Coloquei o azeite num tacho, o alho, a cebola e a curcuma. Deixei cozinhar em lume brando e, logo que a cebola amoleceu, juntei os legumes. Deixei cozinhar breves minutos acrescentando de seguida o bacalhau (se desejar pode cortá-lo em pedaços). Assim que alourou juntei água quente suficiente para cobrir os noodles que coloquei no tacho logo a seguir. Deixei cozinhar e servi bem quente.

Parece-vos bem?

E aqui está a terceira receita com grão-de-bico: uma pizza. A sua base foi preparada com esta leguminosa e tem mais proteína do que as bases de pizza convencionais, preparadas com trigo.

Podem variar muito a cobertura e conseguir pizzas que vão de encontro aos vossos gostos…

Aqui fica a receita:

 Precisam de

– 250g grão-de-bico cozido
– 2 🥄 de sopa de linhaça triturada
– 3 🥄 de sobremesa de azeite

– q.b. tomate
– 1 🥄 de sopa de azeite
– 2 dentes de alho
– 150g espinafres
– 2 🥄 de sopa de queijo ralado

 E vamos lá

Processei o grão-de-bico com 3 colheres de sobremesa de azeite e linhaça triturada. Reservei no frigorífico pelo menos 20 minutos antes de usar.
Programei o forno a 180 graus.
Num wok deitei o restante azeite, o alho picado e os espinafres em pedaços. Deixei cozinhar até ficarem a gosto.
Estendi a massa de grão sobre papel vegetal, dispus o tomate picado, polvilhei com queijo e levei ao forno até cozinhar (cerca de 25 minutos, ou até as bordas da massa começarem a corar).
Retirei do forno, dispus os espinafres e um pouco mais de tomate cru.

O que acham?

Hoje é dia feliz, é dia de vos deixar a segunda receita com grão-de-bico!

Será uma omelete sem ovos? Uma tortilha sem batatas e sem ovos?

É vegan! É uma GRÃOMELETE! E é só D•E•L•I•C•I•O•S•A!

Não tem ovos, mas tem a proteína vegetal do grão.

Querem a receita???????!!!!!!!!
Ah pois querem, sim senhor.

Ei-la:
– 1 chávena (chá) de grão-de-bico
– q.b. curcuma
– 2 dentes de alho
– 1 🥄 de sopa de azeite
– 100g cogumelos frescos
– q.b. pimentos

Deixei o grão a demolhar durante a noite. Rejeitei a água e coloquei-o no liquidificador com água suficiente para o cobrir. Bati bem, juntando curcuma a gosto e obtive uma massa.
Numa frigideira antiaderente coloquei o azeite, o alho picado, os cogumelos laminados e os pimentos em pedaços. Deixei cozinhar e assim que ficou a gosto, juntei a massa de grão-de-bico. Deixei cozinhar, tapado (demora entre 15 a 20 minutos).

Servi com tomate cereja.

Nota: para não pegar, sobretudo se não tiver uma boa frigideira anti-aderente, pode usar um pouco mais de azeite.
Pode utilizar outros legumes de que goste.

Meus amoooooooooores, a pensar na boa comidinha portuguesa deixo-vos uma receita com bacalhau. Sim, porque o Outono está mesmo a chegar e sabem bem pratos quentinhos e filmes com manta no sofá antes de dormir… Deixo-vos a sugestão de uma FEIJOADA diferente, preparada com feijão preto e Bacalhau Riberalves.

Ora vamos lá!

Ingredientes:

 250g línguas de bacalhau Riberalves

 1 🥄 de sopa de azeite

 q.b. paprika

 1 cebola picada

 1 dente de alho em rodelas

 1 chávena de pimentos em tiras

 2 chávenas de feijão preto cozido

 q.b. hortelã picada

E vamos aos tachos!

Descongelei as línguas e cortei-as em pedaços.
Num tacho deitei o azeite e coloquei o alho, a cebola, os pimentos e a paprika.
Deixei cozinhar, em lume brando, até os pimentos amolecerem.
Adicionei o bacalhau, esperei que ganhasse cor antes de juntar o feijão e água quente suficiente para o cobrir. Deixei cozinhar até ficar no ponto.
Servi quente, polvilhado com hortelã.

O que acham?

Sugestão: pode acompanhar com arroz branco e couve galega salteada.