Category

Almoço e Jantar

Category

Cheguei de viagem com vontade de jantar algo ligeiro e sobretudo muito rápido. Vocês sabem como gosto de colorir o Inverno, no olhar para a vida com filtro de arco-íris. Pois sempre que posso ponho esse filtro também na minha comida saudável e feliz . O que acham deste bowl colorido e vegan?

Ingredientes (1 pessoa)

1 cenoura

1 chávena de cogumelos laminados

1 chávena de couves de bruxelas

1/2 cebola

1 dente de alho

1/2 chávena de café de cuscuz

1 colher de sopa de azeite

q.b. orégãos

Preparação

Lavei bem os legumes. Descasquei a cenoura e cortei-a em forma de esparguete. Cozi-a a vapor juntamente com as couves de bruxelas cortadas ao meio.

Cozinhei os cuscuz no dobro da água quente, que aromatizei com orégãos.

Num wok coloquei o azeite, orégãos a gosto, a cebola cortada em meias luas e o alho laminado. Assim que aqueceu juntei os cogumelos e as couves de bruxelas. Deixei cozinhar a gosto e, mesmo antes de desligar, envolvi os cuscuz. Servi com os zoodles de cenoura, polvilhado com orégãos.

Vejam mais vídeos no nosso TikTok: http://tiktok.com/@blognutricaocomco

A Bola de Bacalhau da minha avó Bravo reaviva em mim das melhores recordações… O cheirinho e aquele sabor estão gravados há anos! É impossível esquecer esta receita, acreditem. O bacalhau é um peixe nutricionalmente tão interessante e com um sabor tão marcante, que origina as melhores receitas. A avó contou-me que o segredo desta é a qualidade do bacalhau – e eu usei o melhor, como ela me ensinou: Riberalves – então mistura-se com azeite, cebola, alho e piri-piri… Hmmmm! Tão simples e tão bom.

Clique AQUI para ver a receita.

Ora vamos lá alegrar este fim de tarde, com um cheirinho que vem da Cozinha com Coração e se entranha em cada espacinho desta casa. E depois da primeira trinca – que era suposto acontecer só depois dos Bravos chegarem, mas não consegui resistir – não dá para resistir à segunda e à terceira. Falo de MUFFINS DE QUINOA E LEGUMES, uma experiência daquelas que brilham e nos deixam orgulhosos, sabem? Agora digam-me, vão ou não vão prepará-los e saborear cada uma das sensações que descrevi, na vossa cozinha e na vossa casa, com a vossa gente? O segredo, como sempre, são os melhores ingredientes Bio & Natural!

Tenho andado assim… Com vontade de colinho de Bravas e comida de aconchego. E quando me sinto assim, sabem o que faço? Peço à Mãe ou à Avó Bravo para prepararem comidinha boa. 
Desta vez serve-se Caldo de bacalhau com cevadinha.
O que vos parece?

Vamos à lista de ingredientes?

1/2 lombo de bacalhau Riberalves

1 🥄 sobremesa de azeite

1 dente de alho

1 chalota

1 folha de louro

1/2 cenoura

1 chávena de brócolos em pedaços

1/3 curgete

3 🥄 sopa de cevadinha cozida

(usei cebolas e alhos porque são essenciais na minha comida de aconchego)

E agora, colher de pau no tacho?

Descongelei o bacalhau, retirei a pele e as espinhas.Levei ao lume o dito tacho, em que deitei o azeite com o alho picado, a folha de louro e a chalota cortada em rodelas finas. Então adicionei a cenoura cortada em rodelas e os brócolos. Juntei água quente e assim que ferveu coloquei a curgete, que também cortei em rodelas. Quando os legumes estavam quase prontos juntei o bacalhau, em pedaços. Depois de cozinhar a gosto, retirei a folha de louro e servi com a cevadinha que já estava cozida.